13

Tag: Mães Literárias


Oi gente que ama livros!
De todos os dias inventados, o Dia das Mães é o dia que eu mais amo e, aproveito o dia de hoje para trazer para vocês a Tag Mães Literárias
Vamos conferir???

Mãe do coração: Uma mãe adotiva (Marian - A Cidade do Sol)
Este livro traz uma mulher que não podia ter filhos, que teve uma relação complicada com a própria mãe e que viveu uma das piores realidades do mundo: ela era uma mulher em pleno regime Talibã no Afeganistão, porém Marian "adota" Laila, uma jovem que se torna a segunda esposa do seu marido e juntas, elas tentam vencer a desgraça que é viver em um país onde a guerra assola a grande maioria das pessoas. Marian toma Laila como filha mesmo Laila já sendo uma mulher adulta e as duas desenvolvem uma amizade incrível. A principio, Marian vê na jovem uma rival, afinal ela dividirá com Laila a posição de esposa, mas isso logo se perde com o tempo. Este livro é um dos livros mais tristes, intensos e bem escritos que eu já pude ler e se você gosta de uma história que te transporte para outra cultura, que te emocione, te revolte e te faça ter esperança, te indico A Cidade do Sol.

Mãe divertida: Uma mãe que nos fez dar muita risada. (Mamãe Walsh)
Qualquer livro da série Irmãs Walsh daria a mamãe Walsh o título de "a mãe mais divertida da literatura". Mas ela ganhou o seu próprio livro em função do seu humor absurdamente divertido, estranho e tão natural a qualquer mãe do universo. Mamãe Walsh é o livro que traz a matriarca da família desenvolvendo um dicionario com os termos mais usados pelas filhas. Antes deste livro podemos conhecer a Mamãe Walsh pelo olhar das filhas, mulheres comuns, que amam e odeiam, querem ser amadas e nunca odiadas e que se metem em situações engraçadas. A própria mamãe Walsh se auto descreve de forma cômica e este livro é uma gargalhada a cada parágrafo. Se você curte Chicklit e acompanhou a série, este livro é imperdível!!!
Resenha AQUI

Mãe heroína: Uma mãe que faria qualquer sacrifício pelos filhos. (Jennifer Parker - A Ira Dos Anjos)
Este é um dos meus livros preferidos da vida e também um dos primeiros livros que me fizeram chorar e esta emoção se deu em função da relação mãe e filho que encontramos nestas páginas. Sidney Sheldon, um dos melhores e mais populares contadores de histórias do seculo XX trouxe para as suas páginas a história de uma advogada eficiente e inteligente, honesta e com princípios, mas que para salvar o filho de uma situação limite, vqai contra tudo o que acredita. A história da Jennifer Parker é muito boa, e o livro já seria ótimo se ela não se tornasse mãe, mas confesso que o livro me ganhou completamente depois que o Joshua,, filho dela nasce. Ela se tornou além da profissional incrível, uma mulher com sentimentos sérios, fortes, poderosos, ou seja, tudo aquilo que uma mãe tem. Eu adoro este livro e acho muito difícil alguém não gostar desta história!
Resenha AQUI

Mãe relapsa: uma mãe que não merecia ser mãe. (Mãe do Finch - Por Lugares Incríveis)
Sinceramente, odiei tanto esta mulher, a mãe do Finch, que eu nem sei se ela tem nome, mas o fato e que ela é uma das piores mães literárias do universo. Primeiro preciso dizer que pensar neste livro faz meu coração apertar e eu ainda acho que estou sonhando e que vou acordar e que o final do livro será outro, porém isso ainda não aconteceu. Finch é um menino incrível, fora do padrão, com problemas emocionais sérios, mas um cara do bem, porém é tão negligenciado pela mãe que nem quando ele deu todos os sinais que ia fazer uma grande besteira, ela se movimentou para ajudá-lo. Fico revoltada quando penso neste livro porque ele mexeu muito comigo, mas não o recomendo para todas as pessoas. É um livro intenso, triste e perturbador. Quem quiser se aventurar por uma história sem final feliz (sim, spoiler, lide bem com isso), se jogue!!!
Resenha AQUI

Mãe trabalhadora: Uma mãe muito dedicada à sua profissão. (Kate - Recontruindo Amelia)
Aqui temos a Kate, uma mãe carinhosa, preocupada, dedicada, mas muito focada no seu trabalho. Ela é uma advogada em uma grande firma em Nova York e se divide em ser mãe e ser profissional e isso não é uma tarefa fácil. Kate passa grande parte do dia fora de casa e nessa, ignpra coisas importantes que estão acontecendo com a filha Amelia. O livro já começa de uma forma muito tensa: Amelia se joga da torre do relogio do seu colégio e morre e a partir daí, Kate vai descobrir o que de fato estava acontecendo com a filha adolescente. Existe a possibilidade de Amelia não ter se matado e sim ter sido empurrada e iso dá ao livro um tom de suspense bem bacana, além do drama que a propria história traz. Eu curti bastante esta história e admirei a Kate em diversos aspectos. É um livro bem escrito, bem desenvolvido e original.
Resenha AQUI

Pai que é mãe: Um pai que foi mãe também. (Pai do John - Querido John)
O livro Querido John nos traz um pai com a síndrome de Aspenger que foi até o seu limite para que o filho se tornasse um homem bom, honesto e exemplar e fez tudo isso sozinho, porque a mãe do John abandonou os dois quando o filho ainda era bem criança. O pai do John era metódico e sistemático e teve que ter muita paciência para enfrentar a adolescência do filho e suas inevitáveis revoltas, mas seu amor suplantou tudo e John se tornou um soldado do exercito americano, servindo ao país em guerras importantes, ainda que desnecessárias. Aliado á isso, temos um romance bonito e complicado, vivido a distância, mas a parte sensível do livro se dá na relação que o pai do John estabeleceu com ele. Ele foi pai e mãe e ainda que dentro das suas limitações, foi brilhante. Para quem gosta de romance, este livro é um prato cheio, e ainda temos uma abordagem bonita e crível sobre família, compromisso e amor!
Resenha AQUI

Mãe exemplar: Uma mãe que está muito perto da perfeição. (Jess - Um Mais Um)
Temos muitas mães para se inspirar na literatura. Os livros estão recheados de mães incríveis e exemplares, mas quando pensei nesta questão, uma mãe perto da perfeição, a personagem que me veio a mente foi a Jess do livro Um Mais Um. Pra começar, a Jess não se dedica apenas à sua filha Tanzie, mas ela assume o cuidado do enteado, do filho do marido que abandonou a todos por pura falta de caráter e ela não faz diferença entre um e outro, ela ama os dois genuinamente. A partir disso, vemos Jess se dividir em vários empregos para que nada falte aos filhos e ela dá um show de honestidade quando precisa assumir perante os filhos um erro que poderá gerar neles um exemplo maior. O livro é ótimo e os personagens te conquistam nos primeiros parágrafos. Adorei e este livro eu recomendo à todas as pessoas. A história é original, bonita e atual, Merece ser lida e o livro em si, é um ótimo presente para o dia das mães.
Resenha AQUI

Essa foi a tag Mães Literárias e eu espero que vocês tenham gostado. Desejo à todos as leitoras que já são mães, um dia lindo, cheio de carinho e amor!!!

Beijos
Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Desses livros eu só li A Cidade do Sol, mas com certeza a Marian foi uma super mãe... Colocação merecida na TAG!

    Bjs, Isa :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivi, das que você citou na tag só conheço a Marian e a Jennifer e concordo plenamente com as categorias designou para elas. Hoje está sendo meu primeiro dia das mães como mãe, meu filho está com dez meses e estou amando está do lado de cá. Acredito que a partir de hoje, essa data também será uma das minhas preferidas.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir
  3. Que tag legal. Essa eu não conhecia ainda e adorei. Pretendo fazer no meu blog também. Adorei suas respostas, por sinal. Especialmente, Por lugares incríveis e Um mais Um.
    Beijos, Fer ♡♡♡

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Essas listas de dia das mães e de deixar o coração apertado. Mas, como sou uma pessoa meio dramática adoraria ler "Por lugares incríveis" e "Reconstituindo Amelia", sempre vi as capas desses livros aqui e ali. Mas, nunca li nem a sinopse deles. Realmente consigui ficar curiosa sobre como a mãe do Finch se comporta com ele. E o que a mãe da Amelia descobriu sobre sua filha. Curiosidade a mil.
    Beijos, Jaque.

    ResponderExcluir
  5. Oi, adorei a tag. Usada no dia bem propício. (hahahaha). Não li nenhum desses livros, mas, por sua causa, parei pra perceber algumas mães nos livros que li. Nunca tinha parado para perceber isso, principalmente pelo fato de que focamos mais nos personagens principais. De todos, queria ler Por lugares incríveis. Gosto de dramas e tal.

    Http://PorreDeLivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Ivi, tudo bem?

    Não conhecia essa TAG, e se tivesse visto ontem, eu teria postado hoje, mas acabei já fazendo post hoje... mas enfim. Desses livros eu só li "A Cidade do Sol", e amo esse livro e a relação que a Marian e a Laila desenvolveram, "Por Lugares Incríveis" é um livro maravilhoso, mas muito triste, e realmente, a mãe do Finch me dava raiva. Gostei de saber das outras mães, e tenho bastante vontade de ler "Reconstruindo Amélia".

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  7. Eita que show de recomendações, tinha me esquecido de como com tags conseguimos conhecer mais livros e sinceramente amei essa tag, se tivesse visto o post mais cedo eu iria atrás das mães para poder postar ela também.
    Ameiiiiiii e já coloquei alguns livros na minha lista e reforcei outros que já estavam presentes.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Nossa Ivi, que tag linda. Perfeita para o dia de hoje.
    Eu ainda não a conhecia e achei muito legal vê-la aqui no seu blog. Sou louca para ler Querido John e saber esse detalhe (super importante) me deixou muito mais interessada. Não vejo a hora de comprar para ler.

    ResponderExcluir
  9. Oiee ^^
    Lembro de ter me emocionado ao ver como a Marian cuidou da Laila em "A cidade do sol" ♥ É o meu livro favorito do autor. Pensar em "Por lugares incríveis" também faz o meu coração se apertar, mas acho que a mãe da Maya e do Lochan em "Proibido" é ainda pior que a do Finch :/ Jess é incrível, né? Eu adorei ver a forma como ela cuidava dos seus filhos, mesmo que um deles não fosse biologicamente dela ♥
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. OI, Ivi
    Que tag legal. Amei ver a MArian aqui. Amo Cidade do sol e essa personagem se encaixou perfeitamente nesse categoria.
    Os demais livros ainda não li, mas tenho vontade de ler POr lugares incríveis e conhecer essa mãe relapsa.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Menina, que Tag mais fofa, amei hahahha...
    Bem eu tenho o interesse em ler Amelia, e Cidade do Sol eles me aprecem ser muito bons. Mas dessa lista o meu queridinho é o Querido Jhon, simplesmente amo esse livro e o pai do Jhon apesar de tudo é um fofo.
    bjjs.
    seforasilva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Primeiramente gostaria de dizer que adorei a tag, eu li a maioria dos livros que citou e concordo com todas as respostas, mas não tem como tirar a Jess da posição de melhor mãe, porque as características maternas dela são tão enraizadas que é simplesmente encantador ver sua historia desenvolver ao longo do livro.

    ResponderExcluir
  13. Oii, tudo bem?
    O Único livro que eu já li da sua listinha foi A Ira dos Anjos, e adorei a leitura. Os outros eu só conhecia de vista, mas tenho muita vontade de ler Um mais um e Por lugares incríveis.

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014