1

Reconstruindo Amelia (Kimberly McCreight)


Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 7º livro lido em 2014 e foi Reconstruindo Amelia (Kimberly McCreight). Este livro foi uma indicação de uma amiga minha que conhece bem o meu perfil literário e quando ela disse que eu ia gostar da leitura, não pensei duas vezes em começar a ler.

O livro começa com uma tragédia, a advogada Kate Baron recebe um telefonema da escola da sua filha Amelia avisando que ela deve ir buscar a filha imediatamente porque a garota havia sido suspensa por infringir o código de conduta do colégio. Kate interrompe sua jornada de trabalho, algo que ela leva muito à serio e vai até o colégio de Amelia, porém chegando lá descobre que não se trata apenas de uma suspensão por indisciplina, na verdade Amelia se jogou do telhado da escola e morreu.

O livro então vai se desenvolver em nos apresentar a Amelia e conhecemos então uma garota que ama estudar, que é uma verdadeira bookaholic porque coleciona e lê muitos livros, que não tem muitos amigos, mas adora a sua melhor amiga Sylvia apesar de não ser um relacionamento muito compensador para Amelia e ao longo disto, conhecemos uma adolescente que estava descobrindo o amor e com isso, conhecendo a crueldade de determinadas pessoas.

Os últimos passos de Amelia são esmiuçados através de mensagens no celular, pelo seu perfil nas redes sociais e por e-mails trocados e além disso, temos Kate nos contando como foi a concepção de Amelia e como foi educar e amar a filha sendo mãe solteira e com uma carreira promissora pela frente.

O livro é tenso do começo ao fim. Nas primeiras páginas quando descobrimos que Amelia morreu sentimos a dor da perda de Kate e a autora não nos poupou em nenhum momento de sentir essa dor com a personagem e o que mais me tocou na narrativa foi conhecer a Amelia junto com a Kate, porque na verdade Kate não tinha a menor ideia do que estava acontecendo com a filha e ainda que possamos perceber que ela amava a filha mais que tudo, em alguns momentos não se deu conta que sua ausência a afastou da pessoa que mais amava no mundo. 

A história traz reviravoltas e descobertas muito bem desenvolvidas. Entendemos a Amelia e nos afeiçoamos a ela como se ela fizesse parte de nosso rol de amigos e também compreendemos a Kate e nos solidarizamos com sua dor, mas mais que isso, eu me vi o tempo inteiro desejando que a Amelia não tivesse morrido, que tudo fosse um pesadelo surreal vivido pela Kate e pelas pessoas que amavam a Amelia.

Este é mais um livro que aborda o bullyng de forma séria e nos faz pensar no quão violento isso pode ser. Acredito que esse tema nunca entrará em desgaste e isso é péssimo porque sempre que é trazido em uma narrativa me faz refletir que ainda não foi banido e que nunca será. 

O livro também toca na ferida de pais e mães que acreditam que conhecem muito bem seus filhos mas que na verdade estão iludidos pelas aparências.

O livro desembaraça uma malha de fios que são situações e pessoas que estavam ligados diretamente com o fato de Amelia ter morrido e isso é feito em camadas muito bem desvendadas pela autora o que causa suspense, tensão e melancolia.

Eu gostei demais da leitura e as páginas finais me fizeram derramar lágrimas emocionadas. A sensibilidade da escrita e a forma como a autora desenvolveu cada personagem, todos absolutamente recheados de paixão e ódio, me fizeram adorar a leitura e eu a recomendo para quem gosta de um livro dramático, envolvente e misterioso.

Sobretudo recomendo para pais e mães de adolescentes. O livro é um tapa na cara, bem dado, para aqueles que acreditam que conhecem bem seus filhos, mas que se afastam dia após dia envolvidos com trabalho e obrigações mil.

O livro é tenso e triste, mas completamente válido! Se aventurem porque super vale a pena!!!
"Há muitas definições para a palavra idiota do dicionário. Não seja mais uma" página 12

Um pouco sobre a autora: Kimberly McCreight é uma escritora americana, graduada com honras pela Vassar College e pela Universidade de Pennsylvania Law School. Advogada por formação e ganhadora de vários prêmios importantes dentro da literatura contemporânea, vive no Brooklyn, Nova York, com seu marido e duas filhas. No Brasil RECONSTRUINDO AMELIA é o seu único livro publicado. 

Comentários
1 Comentários

Um comentário:

  1. Eu também gostei muito desse livro, assim como vc fiquei o tempo todo desejando que não passasse de um pesadelo, e como mãe me coloquei no lugar da Kate e sofri demais. Mas como vc disse, esse livro faz a gente refletir no quanto conhecemos nossos filhos, o que dá vida deles ignoramos e o que fazer pra mudar isso.
    Bjs

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014