5

QUERIDO JOHN (Nicholas Sparks)

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 30º livro lido em 2014 e foi QUERIDO JOHN (Nicholas Sparks). Respeitando os critérios que eu estabeleci para a MARATONA LITERÁRIA #EuSouDoidera, este livro foi mais um daqueles encaixes perfeitos: Releitura, sem resenha no blog e eu estava com muita saudade dos personagens e da história. Este foi o segundo livro que eu li do Sparks e até hoje sou incapaz de definir se é este livro ou o maravilhoso A ÚLTIMA MÚSICA os meus prediletos do autor.
Quando alguém termina algo mal resolvido, sente um desconforto, quase uma dor física, até que tenha a oportunidade de descobrir a verdade. página 12
O livro nos conta a história de John, um homem que na juventude foi um típico bad boy, irresponsável e chato, mas encontra a solução para a sua inconsequência no exército. Sem perspectivas de faculdade ou de um futuro profissional próspero, ele decide se alistar e ser útil aos Estados Unidos. Então ele deixa o pai, alguém com quem ele nunca se deu muito bem, ainda que reconheça que seja um pai incrível, e vai para onde o exército americano mandar. Entretanto, em uma de suas férias em casa, ele conhece Savannah, uma garota diferente das que ele já usou e se permitiu ser usado, alguém com valores e princípios muito bem estabelecidos e eles acabam se apaixonando e o que poderia ser uma paixão de verão, se torna um compromisso, pois apesar do fato de John ter que seguir sua vida nas forças armadas, eles prometem um ao outro esperarem o tempo em que John dará baixa em sua carreira militar e então poderão viver este relacionamento  juntos.

Mas as coisas não saem como eles desejavam, uma decisão e a história deste amor é condenada a terminar, antes mesmo de ser vivida em sua plenitude.

Mas eu a encontrei; isso é o que faz a minha vida atual ser tão estranha. Eu me apaixonei por ela quando nós estávamos juntos, então me apaixonei mais profundamente por ela nos anos que nós ficamos separados. Nossa história tem três partes: um começo, um meio e um fim. E embora esse seja o modo que todas as histórias se desenrolam, eu ainda não acredito que a nossa não durou para sempre. página 13 
O livro já começa em um tom incrivelmente melancólico, já nas primeiras palavras de John, uma vez que o livro é narrado sob a sua perspectiva, nos avisa que John e Savannah não conseguiram ficar juntos e conforme John nos conta sua história, a curiosidade nos persegue para sabermos o motivo que fez com que um casal apaixonado, não lutasse contra tudo e todos para viverem este amor.

John também nos fala do seu pai que após ser abandonado pela esposa, tenta criar John da forma mais honesta possível. Mas o pai de John é um homem incomum, metódico, que é escravo da rotina que criou pra si, que não é dado a manifestações de carinho e que por ser assim, acaba criando um abismo entre ele e o filho. John não o entende, mas com a ajuda de Savannah, ele consegue se aproximar do pai e compreender o real motivo do pai ser como é.
O livro nos conta também sobre a guerra no Iraque e sem perder tempo com detalhes sombrios ou posicionamentos políticos, conseguimos nos colocar no lugar de John, enquanto ele fazia parte de um cenário de morte.
Enfim, este livro me fez identificar as características incisivas que fazem de Nicholas Sparks um dos autores mais lidos no mundo. Ele nos conta uma história de amor, mas dentro da realidade. Ele nos faz entender que o amor não pode tudo, que nossas escolhas possuem um efeito imediato sobre a vida das pessoas que amamos e ainda nos mostra que a família ainda deve ser o esteio da nossa vida, porque ela sempre estará lá, independente de quantas voltas o mundo possa dar.

A primeira vez que eu li este livro, fiquei muito chateada com o protagonista. Ele não honrou a sua promessa original para com a Savannah e em função das circuntâncias, tenta cobrar dela condições que nem ele mesmo deu para que eles ficassem juntos. Esse mesmo sentimento me assaltou quando reli o livro agora: John não tinha o direito de fazer o que ele fez e, ainda que este direito tenha sido considerado um verdadeiro ato de bravura, ele tinha que assumir as consequências da sua escolha. Em contrapartida, um outro sentimento me veio ao reler este livro. Talvez Savannah não fosse a mulher certa para ele. Ela não foi forte o suficiente e ainda que ela o amasse, ela não aguentou a responsabilidade de estar dentro de uma relação que exigia tanto dela. Isso só me faz concluir que o casal, ainda que se amasse, não poderia ficar junto porque na verdade, não tinham estrutura para fazer este amor valer a pena.
O livro se chama QUERIDO JOHN porque era desta maneira que a Savannah começava as suas cartas para John. Ela escreveu uma série de cartas para ele enquanto ele estava em combate e achei o nome bem apropriado para o romance. 

Concluindo, é um livro triste, romântico e muito bonito. Uma história contada com honestidade, sobre pessoas imperfeitas que estão sujeitas a aprederem desde cedo que embora o amor seja o sentimento mais forte e importante do mundo, ele não é o suficiente.
Uma adaptação cinematográfica deste livro foi feita e embora eu tenha um carinho grande pelo filme, várias coisas foram alteradas e o roteiro nem se compara com o livro. Detalhes, situações, descrições e até a ordem de determiandos personagens, não ganham o espaço necessário no filme que tiveram no livro, logo, este é mais um típico caso em que na minha opinião, o livro é muito melhor que o filme.
Mas também aprendi que é possível seguir em frente, não importa quanto pareça impossível. Com o tempo, a dor... diminui. Pode não desaparecer completamente, mas depois de um tempo não é massacrante. página 216
Cumprindo com a tarefa da MARATONA LITERÁRIA, tenho que escolher uma música para esta leitura e não poderia ser diferente, vou escolher uma das canções que fizeram parte da trilha sonora do filme: Paperweight - Querido John (Schuyler Fisk and Joshua Radin) 
Trilha sonora completa do filme AQUI!

Sobre o autor: Nicholas Sparks Charles nasceu em Omaha, no estado do Nebraska, EUA, em 31 de dezembro de 1965. Alguns dos livros dele que já foram publicados no Brasil:
Dário de uma paixão
Um Amor pra recordar
Noites de Tormenta
O Milagre
Querido John
A Primeira Vista


Comentários
5 Comentários

5 comentários:

  1. Adoro os livros do Nicholas, a escrita dele consegue prender minha atenção mesmo quando ele se torna um pouco repetitivo (os livros tem a mesma formula). Querido John me emocionou e me deixou irritada, eu queria dar uns tapas naquela guria! kkkk

    bjs
    http://www.confraria-cultural.com/

    ResponderExcluir
  2. Confesso que tenho o livro, mas nunca o li... Gostei bastante do filme por isso comprei o livro pra ler o comparar... Acho que como você disse o livro é muito melhor que o filme (o que sempre ocorre né?! rsrsrs), vou retirar ele da minha estante essa semana para lê-lo rsrsrs

    ResponderExcluir
  3. Esse foi o segundo livro que li do Nicholas Sparks. O primeiro foi A ultima musica.
    Esses dois livros me fizeram virar fã assídua do autor.
    Eu gostei bastante de lê-lo. É uma leitura envolvente, que prende o leitor até a ultima página. Também achei triste e comovente. Quando vi o filme, confesso que preferi o final dado ao filme rsrsrs mais feliz. E também queria dar uns bons tapas em Savannah

    ResponderExcluir
  4. Bom, eu gostei do livro! É realmente uma linda história de amor.
    Fiquei chateada com o John, cheguei a sentir raiva dele, por causa do tempo que ele perdeu. O final poderia ter sido outro, se ele tivesse tomado a decisão certa no momento certo, mas a intenção do autor não foi essa. O autor quis mostrar o sentido do amor. Do verdadeiro amor, que abre mão de seus propósitos, para ver o outro feliz.

    ResponderExcluir
  5. Nicholas é sempre Nicholas... Esse homem é perfeito até na sua lista de compras!!
    AMO o jeito que ele escreve, seus romances sempre me emocionam...
    Todo mundo fala que é sempre a mesma coisa. pode até ser, mas ele traz realidade a coisa toda, é algo palpavel... Algo que pode ter acontecido comigo, com você... Nada tão surrealista quanto as obras de Dalí! Hahaha
    Esse livro é um dos pouco que não consegui ler, já comprei mas ainda tá aqui.
    Alias, tem um tempinho que nao leio nada dele... bateu saudade!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014