6

A IRA DOS ANJOS (Sidney Sheldon)


Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 29º livro lido em 2014 e foi A IRA DOS ANJOS (Sidney Sheldon). Eu li este livro pela primeira vez em janeiro de 1990. Ok, eu sei que muitos de vocês ainda nem tinham nascido ainda, mas foi basicamente nesta época que eu me tornei uma viciada em livros, uma Bookaholic assumida e, Sidney Sheldon foi um dos responsáveis por isso. Escolhi reler este livro em função da MARATONA LITERÁRIA quando decidi que minhas leituras seriam releituras de livros que não tinham resenha no blog ou livros que eu estava com saudade da história e dos personagens. Este livro se encaixou perfeitamente nos dois critérios.

O livro nos traz Jennifer Parker, uma advogada recém formada, deixando o interior para iniciar sua carreira em Manhatan, Nova York, como assistente de um renomado promotor público, Robert di Silva. Porém Jennifer é usada na sabotagem do importante caso que o promotor está cuidando e logo nas primeiras horas de trabalho, é acusada de envolvimento com a Máfia americana e corre o risco de ter a sua licença de advogada caçada. Jennifer não sabe como provar sua inocência e ainda tem que sobreviver na metrópole. 

É assim que se inicia o livro e então, a história se desenvolve sobre a brilhante carreira da protagonista, sua luta para vencer enquanto profissional em um ambiente dominado por homens, sua trajetória de sucesso conquistada com uma diversidade incrível de causas. E entre uma vitória e outra no tribunal, encontramos uma mulher que ama apaixonadamente um homem proibido, que é fiel aos seus princípios e desenvolve uma série de amizades maravilhosas.

O autor nos insere em um cenário de salas de audiência e com uma facilidade deliciosa, nos coloca a par de detalhes dobre a advocacia, julgamentos e procedimentos técnicos da área e, ele faz isso sem ser cansativo ou chato. Além disso, ele conduz a nossa admiração pela protagonista de forma progressiva, porque ela consegue mesclar inteligência, beleza e carisma e é inevitável que cada leitor que tenha contato com este livro, não ame Jennifer Parker como ela merece ser amada.

Então, um pouco mais da metade do livro, acompanhamos Jennifer ter que pagar por uma escolha errada, mas completamente legítima e se sentir obrigada a prestar determinados favores que aos poucos vão sujando e corrompendo sua postura profissional.

Ao redor de Jennifer conhecemos Ken Bailey, seu amigo que esteve ao seu lado quando todos a acusaram, junto com ele, Jennifer começa sua carreira em um escritório medíocre e com a ajuda dele, prospera como profissional. Temos Adam Warner, um homem exemplar dentro dos padrões americanos que vive com ela uma história de amor proibida. E temos um algoz, Michael Moreti, o homem que quase arruinou completamente a carreira de Jennifer, que ao longo de sua vida profissional, a persegue vorazmente e um homem que apesar de frio, violento e poderoso, consegue despertar no leitor uma certa empatia porque em vários momentos, eu me vi torcendo por ele.

O livro é concluído de uma forma melancólica e assim como na primeira vez, eu acabei me emocionando muito com o desenvolvimento e final da história. Lembro-me que quando li o livro pela primeira vez, chorei muito e agora, ao reler, a emoção foi a mesma, ainda que eu soubesse exatamente o que ia acontecer. A forma como o autor manipulou os meus sentimentos quando eu tinha 14 anos, não foi diferente agora que tenho 38. A maneira que ele usa para descrever a dor da personagem é tão incrivelmente talentosa, que era como se eu estivesse na pele dela. As palavras, as descrições, o sentimento das entrelinhas que o autor fez mão, conseguiram me tocar profundamente como se eu estivesse lendo o livro pela primeira vez.

Este é sem sombra de dúvida o meu livro predileto do autor. Mas deixo claro que este ser o meu livro predileto não quer dizer que ele seja o melhor livro dele na minha opinião. Existe uma diferente entre eleger um livro como favorito e um outro como melhor. O livro A IRA DOS ANJOS é o meu livro favorito por uma série de características, uma entre elas é o fato de ter incomodado as minhas emoções, de me fazer sentir vulnerável e de em vários momentos, me fazer torcer pelo bandido. Mas não determinaria este livro como o melhor do Sidney Sheldon, para esta posição, eu escolho O OUTRO LADO DA MEIA NOITE, que também pretendo reler e resenhar, não sei quando, mas merece ser relido também, porque é fenomenal. 

Enfim, A IRA DOS ANJOS é um livro incrível que possui tudo na medida certa: romance, trama, sexo, ação e uma narrativa que te escraviza do começo ao fim. Parar de ler é uma tortura e voltar para a leitura é um prazer desmedido. Super recomendo a leitura e acredito que este livro seja uma escolha perfeita para quem não conhece nada do autor, que infelizmente faleceu em 2006, mas que nos deixou excelentes histórias, bem escritas e maravilhosamente inesquecíveis.

- Vendo a situação pelo ângulo mais pessimista, estou atuando em meu primeiro caso contra o mais hábil promotor de todo o país que ainda por cima está disposto a vingar-se de mim. Além disso, meu cliente é um assassino negro, condenado por homicídio e que tornou a matar dentro do presídio na presença de mais de cem testemunhas.
- Sensacional. – fala Ken – Qual o lado otimista?
- Posso ser atropelada por um caminhão esta tarde.
Uma adaptação do livro foi feita para um filme de TV. Inclusive existe da íntegra no Youtube, porém o filme é uma porcaria sem fim. O enredo foi alterado drasticamente do meio para o fim e embora a atriz seja ótima,  Jaclyn Smith, o filme não é digno de ser assistido. Inclusive todas as adaptações de livros para filmes feitas a partir dos originais do Sidney Sheldon, ficaram aquém da expectativa. Imagino que nos dias de hoje, seriam produções mais cuidadosas, mas acredito que não exista muito interesse por parte dos produtores em projetos assim.

No Brasil e eu acredito, no mundo afora, existe uma série de capas diferentes para este livro, mas nenhuma delas consegue chamar a atenção para o conteúdo apaixonante do livro. Mas se tratando de Sidney Sheldon, a capa é apenas um detalhe. Ter seu nome como autor já é metade do caminho para a certeza de um bom livro. 
Como tarefa da MARATONA LITERÁRIA, tenho que escolher uma música para esta leitura. A música escolhida é I Could Not Love You More - Bee Gees




Sobre o autor: Sidney Sheldon foi um novelista e roteirista. Nascido Sidney Schechtel, de pai judeu alemão e mãe judia russa, iniciou sua carreira em Hollywood como revisor de roteiros em 1937 além de colaborar em inúmeros filmes de segunda linha. Preferiu trabalhar no cinema do que na literatura por não julgar-se capaz de escrever um livro. Sheldon também escreveu musicais para a Broadway além de roteiros para a MGM e Paramount Pictures. Foi o criador de séries televisivas de grande sucesso e como escritor, um dos mais lidos e vendidos. Seus livros publicados no Brasil são:
A Outra Face
O Outro Lado da Meia Noite
Um Estranho no Espelho
A Herdeira
A Ira dos Anjos
Mestre do Jogo
O Reverso da Medalha
Se Houver Amanhã
Um Capricho dos deuses
As Areias do Tempos
Lembranças da Meia-Noite
O Juízo Final
Escrito nas Estrelas
Os Doze Mandamentos (infanto-juvenil)
Nada Dura para Sempre
Corrida Pela Herança (infanto-juvenil)
O Estrangulado (infanto-juvenil)
Manhã, Tarde e Noite
O Plano Perfeito
Conte-me Seus Sonhos
O Céu Está Caindo
Quem Tem Medo do Escuro?

Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Oie...
    Ainda não li nenhum livro do autor, mas minha mãe adora e já me disse que eu devia ler rsrs
    Gostei bastante da resenha e fiquei bem curiosa para ler o livro. Não se parece com nada ainda que eu tenha lido. O trabalho do autor parece prender bastante a atenção do leitor. Vou procurar ler algum livro do SIdney.

    ResponderExcluir
  2. Nunca li um livro desse autor, apesar de que muitas pessoas me recomendem. Mas eu tenho vontade de ler os livros deles porque não conheço a sua escrita. Nunca nem cheguei a ouvir falar do filme, ma como sou nova no mundo dos livros, espero poder ler esse livro logo!

    ResponderExcluir
  3. Ótima resenha. Lembro desse livro com carinho e um pouco de agonia. Carinho pq peguei ele na faculdade, aliás, conheci os livros de Sidney lá, peguei uns na biblioteca e adorei o estilo dele. Agonia pq nunca terminei de ler, faltou menos de dez páginas, tive que devolver e nunca peguei de novo kkk... Mas com certeza vou reler e esse e todos os outros q li. Eu adoro esse fato de ele sempre mostrar mulheres fortes. As mulheres criadas por ele são inigualáveis, dá um orgulho pra gente ler os livros dele!

    ResponderExcluir
  4. Cara, antes de morrer eu preciso ler um livro dele!!!
    Fui a um encontro literario que falava sobre esses detetives... E as historias sao otimas!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  5. Livro muito especial pra mim ... li qdo tinha 14 anos mexeu com minhas emoções... raiva, amor, desejo, ódio... enfim uma infinidade de sensações ainda não experimentada por uma garota. Agora com 37 anos despertou os mesmos sentimentos porém com razão. .. Sidney Sheldon tem essa capacidade. .. fiquei viciada em seus livros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele vicia porque são histórias originais, bem desenvolvidas e tal. Ele é ótimo!!!! bj

      Excluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014