28

Segredos (Tatiana Amaral)

FICHA TÉCNICA
Autor: Tatiana Amaral
País de origem: Brasil
Páginas: 378
Ano de lançamento: 2015
ISBN-13 9788566701029
Editora: Ler Editorial

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 69º livro lido em 2015 e foi SEGREDOS (Tatiana Amaral). Este livro chegou à mim através da parceria com a Ler Editorial e eu o escolhi porque a autora já ganhou uma considerável popularidade entre os romances nacionais contemporâneos e eu decidi conferir como era a sua narrativa.

O livro nos traz Cathy e Thomas. Ela é uma jovem de 23 anos que está iniciando no seu novo emprego: ela será assistente pessoal de um ator muito bonito e talentoso que está ganhando o mundo com seus recentes trabalhos e este ator é o Thomas. Cathy será responsável pela agenda de Thomas, bem como acompanhá-lo em todos os eventos oficiais que a profissão dele demanda, porém, eles não se conhecem no ambiente de trabalho. Uma noite antes, Cathy sai com as amigas para comemorar o novo emprego e Thomas a vê na danceteria e se interessa por ela. Pede que o amigo Kendel faça a ponte entre eles, porém Cathy não se interessa e no dia seguinte, ambos precisam se enfrentar no trabalho. Cathy irá morar na mansão de Thomas e como é óbvio, eles se envolverão.



Cathy não teve uma vida muito fácil. Ela foi fruto de uma relação extraconjugal do seu pai, que sempre se manteve distante, apenas a sustentando. A mãe dela morreu quando ela ainda tinha 12 anos e ela foi então morar com uma tia que precisava do dinheiro que o pai de Cathy enviava para sustentar os filhos menores. O marido da tia tentava constantemente abusar de Cathy e isso fez com que ela desenvolvesse uma certa auto proteção para com os homens, relacionamentos e o amor. Toda essa descrição nos leva a crer que Cathy tem tudo para ser uma personagem forte, independente e decidida, mas não se engane: ela é imatura e muito chata.

Já o Thomas é o galã rico, que ficou com muitas mulheres sem nenhum compromisso, que nunca se apaixonou de verdade e que se interessa pela nova assistente como uma de suas conquistas, porém isso se torna ainda mais intenso quando ele descobre que a sua funcionária linda e eficiente, é virgem também. Um segredo do passado de Thomas impede que Cathy confie inteiramente nele e ainda que eles se envolvam e se sintam até apaixonados, Cathy insiste a todo momento que ele se abra com ela.

Mais da metade do livro se desenvolve em Cathy e Thomas se desdobrarem nos muitos compromissos que ele tem e visitarem uma série de lugares interessantes pelo mundo em função da carreira de Thomas e entre uma entrevista e uma première, eles trocam beijos quentes e amassos ofegantes em algum canto. Então, uma situação limite acontece entre eles e eles precisarão decidir o que querem do relacionamento que se estabeleceu.


A escrita da Tatiana Amaral é fluida e tranquila. Quando eu percebi, eu já estava terminando o livro, mas ainda que eu o tenha concluído rapidamente, não foi uma leitura que tenha me prendido ou que tenha me deixado satisfeita ou envolvida. A história do casal é sem dúvida, mais do mesmo. Ou seja, esse tipo de romance já rolou em milhares de livros e conforme eu lia, eu me lembrava daqueles romances de banca antigos em que a mocinha deseja o mocinho de forma ardente, mas não se entrega com medo de se decepcionar. Não há nada de errado nisso e eu acredito que o medo das protagonistas que viveram este tipo de romance, seja legítimo, porém a Cathy é extremamente infantil. Em nenhum momento, ela nos dá motivos para admirá-la ou para torcer para que ela tome as decisões certas. Existiu uma cena na narrativa que quase me fez abandonar o livro. Observem:
“Lauren partiu para cima de mim, mas não tentei correr da briga. Queria colocar para fora o que eu estava sentindo, precisava extravasar. E queria realmente partir Lauren ao meio. Apesar da diferença de tamanho, consegui segurá-la no chão por tempo suficiente para dar diversos tapas em sua cara.”
A cena se passa em uma boate e a Lauren é uma das mulheres com quem Thomas se envolveu no passado. Quando eu li isso no livro, após tentar de várias maneiras entender a Cathy, decidi que ela não merecia meu respeito. Alguém que acredita que com violência física conseguirá respeito, é demais para minha mente civilizada.

Thomas também não fica atrás não. É um perfeito babaca e a virgindade de Cathy se torna uma obsessão para ele. Além de ser machista e vazio. Observem:
“- E o que você vai fazer? Vai me bater? - pergunta Cathy.
- Não vou bater em você, apesar de merecer, por ser uma garota tão teimosa e geniosa.”
Oi??? Alguém merece apanhar por que é teimoso??? Sinceramente, nesta altura do livro eu já não esperava grande coisa e até o tal segredo que envolvia a vida do Thomas, perdeu a minha atenção.

Particularmente, eu não gostei da história. Este livro é o primeiro volume de uma série e a sua sequencia ainda não foi pulicada, porém eu não pretendo acompanhar esta história. Este livro me deixou com a sensação de que eu estava perdendo tempo e eu detesto sentir isso enquanto estou lendo.

E quando eu achava que não poderia piorar, a primeira relação sexual do casal foi sem preservativo. Vamos lá, o Thomas ficou com metade da Califórnia, sua promiscuidade foi registrada em vários capítulos da história e ainda assim, a inteligente e informada Cathy, transa com ele sem proteção!!! Sério??? Infelizmente. Eu acredito no poder de informação de um livro. É um romance, é ficção, é uma história que não mudará o comportamento da humanidade, porém os autores precisam ficar mais expertos com a responsabilidade que tem nas mãos em fazer com que seus personagens possam, de alguma maneira, influenciarem seus leitores. A questão do sexo seguro é imperativa em histórias em que o envolvimento físico é muitas vezes, o ponto alto da narrativa.

Uma questão que me incomodou um pouco também, foi o fato da escritora ser brasileira e o livro se passar em grande parte nos Estados Unidos e os personagens possuírem nomes americanos. Claro que isso não define nada e nem se o livro é bom ou ruim, mas questiono o fato porque em várias partes da história, os personagens visitam lugares maravilhosos como Paris, Quebec e outros e não existe uma única descrição entusiasmada destes locais. Logo, sabendo que a autora é da Bahia, me pergunto se não seria bem mais interessante ela construir uma história se passando sobre Salvador, Ilhéus ou Porto Seguro, com descrições bacanas destes locais tão bonitos. Outra coisa que se tornou cansativa na história, foi a descrição das roupas da Cathy. Logo de inicio sabemos que ela gosta de moda e isso é bem legal, mas tive a impressão que essa informação precisava ser reafirmada a cada troca de roupa que a protagonista fazia. Tem quem goste e não se canse, assim como tem leitores que não se importam em não ter a descrição dos lugares por onde os personagens passem. Isso é uma questão de ponto de vista e perfil literário, mas eu fiquei decepcionada com isso.


Enfim, não gostei. É complicado recomendar um livro que não me agradou, mas eu acredito que a estrutura da história, a premissa em si, possa agradar muitos leitores que curtem romance. Li algumas críticas positivas do livro então concluo que a narrativa possa ser apreciada sim, mas eu, particularmente, não gostei.


Um pouco sobre a autora: Tatiana Amaral é brasileira, natural da Bahia, mora em Salvador e é formada em Administração com habilidade em Marketing. Amante da leitura, tornou-se escritora postando histórias na internet, alcançando assim grande público, para depois enveredar em livros. Alguns dos seus livros publicados são:
  • Segredos
  • Traições
  • Casei. E Agora?
  • Função CEO, A Descoberta do Amor
  • Função CEO, A Descoberta do Prazer
  • Função CEO, A Descoberta da Verdade
  • A Carona
  • O Professor


Comentários
28 Comentários

28 comentários:

  1. Oi Ivi
    Pela premissa do livro, eu me interessei muito. Mas, lendo sua resenha, percebi que iria perder tempo lendo a mesma história que anda se repetindo por aí.
    Que pena que você não gostou e é mesmo difícil recomendar um livro assim.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabe o que eu acho????? Que eu estou ficando velha.... hahahahahaha
      beijos

      Excluir
  2. Olá, Ivi.
    Eu li esse livro quando ele foi lançado por outra editora. Eu gostei bastante da história, já que foi um dos primeiros livros que li desse jeito e ainda não tinha muitos, não achei mais do mesmo. Mas gostei dos pontos que você abordou na resenha e concordo com eles. Outra coisa que não gostei foi os segredos. Qual é o problema em ser virgem? Parabéns pela resenha.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai menina, fiquei tão decepcionada. Mas sei que muita gente gostou, o que prova que nada ode ser unânime!
      beijos

      Excluir
  3. Pela sua resenha, eu gostei, mas não sei se leria.
    Ótima resenha, gosto de quando as pessoas falam as críticas, e não só elogios.

    Beijos!

    http://apaixonadaporleiturass.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho importante explicar o que e por que não gostei. cada um pensa diferente e o que me incomodou, pode não incomodar outro leitor.
      beijos

      Excluir
  4. OIe.
    complicado resenhar um livro que a gente não gosta :(
    Já me aconteceu algumas vezes isso. Não é um livro que me agrade, pela sinopse já nem tinha curtido muito :/

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A sinopse me despertou interesse, pena que história não confirmou a expectativa.
      beijos

      Excluir
  5. Oi Ivi, ainda não conhecia o livro, mas pela sua descrição na resenha, essa história também se parece mais do mesmo na minha opinião, já li alguns livros com todo esse melodrama e não gostei. Parabéns pela sinceridade da resenha.
    Bjim!

    Tammy
    Livreando | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho importante manter a sinceridade. Eu não gostaria que me recomendassem um livro que não apreciaram.
      beijos

      Excluir
  6. Oi, Ivi!
    Ok, preciso aplaudir a sua sinceridade na resenha! Eu amo isso, blogueiros que expressam a sua verdadeira opinião sobre alguma obra. Eu tinha gostado da capa do livro, mas como sei o tipo de livros que autora publica tem um teor mais erótico, nunca tinha me interessado de verdade. Não gosto desse estilo porque como você disse, tem sempre do mesmo e acho muito clichê. E não foi diferente. O cara rico de sempre que pega todas e a mocinha virgem que não fica com ninguém e tem medo de se relacionar! Esse tipo de estória não convence e nem me chama a atenção. Esses quotes que você destacou me fizeram ficar chocada com o que foi dito, não num sentido legal.
    Enfim, gostei de cada coisa que expressou aqui na resenha!!
    Beijin...
    http://piecesofalanagabriela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alana, a característica hot neste livro é até sutil. Sei que nos outros livros da autora, ela carregou na sensualidade, mas foi o q eu disse, achei os personagens imaturos, preconceituosos e a autora perdeu a oportunidade da informação e isso não dá pra tolerar nos dias de hoje.
      beijos

      Excluir
  7. Olá Ivi!
    Parabéns pela resenha e sinceridade. Havia lido outra resenha desse livro e não tive interesse. Sua resenha apenas confirmou isso. Quando comecei a ler sua crítica, me perguntei se não era um 50 tons com outros nomes. Mas aí li que eles têm a primeira relação sem preservativo e me decepcionei ainda mais. Não leria, certeza. Espero que, quem ler, curta a leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A linha erótica do livro nem é tão forte, mas sem dúvida, é uma história bastante desgastada e com personagens imaturos, assim fica dificil se envolver com a trama.
      beijos

      Excluir
  8. Olá Ivi. Eu não me apeguei muito na história por ser como você disse e parecer mais do mesmo... mas em relação ao sexo sem camisinha é bem isso mesmo, livro é informação e vejo isso em diversos livros, tudo é tão rápido e querem fazer parecer meio erótico que tem esta questão, muito bem apontado na sua resenha!

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Decepcionante!!! Os autores precisam levar mais a serio a responsabilidade que tem nas mãos!!!
      beijos

      Excluir
  9. Amiga sua chata, estava lendo sua resenha e já peguei um SPOILER sobre Lauren =x Mas mesmo assim eu estou gostando da leitura, a única coisa que tem me encomodado é que os capitulos são muito longos e fica um pouco cansativo, mas a narrativa da autora e os acontecimentos ajudam a dar uma guinada na estória. Mas tipo, eu acho legal a mocinha se cuidar e tudo mais, mas tipo, ficar evitando toda hora fica meio batido sabe? Eu tenho achado isso hiper cansativo da parte da Cathy. Porque fica na mesma coisa. Mas espero gostar do livro. Vamos ver...ainda não terminei. Mas gostei muito da sua resenha.

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/10/resenha-ordem.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um milhão de perdoes pelo spoiler, me empolguei... hahahahaha Se vc gostar do livro, me conte os motivos!!!!
      beijos

      Excluir
  10. Oi, flor. Eu não conhecia o livro e sua resenha acabou por não me deixar animada em lê-lo. Acho que esses clichês, quando trabalhados sem grandes novidades, tornam qualquer história monótona. Ainda bem que a autora possui uma narrativa fluída, que não faz com que arrastemos a leitura. O problema é que, ao que parece, chega-se ao final da história com aquele sentimento de que faltou alguma coisa. :/

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A questão não é o clichê, já li muito clichê bem desenvolvido e com uma narrativa envolvente, mas este aqui não é um deles... :(
      beijos

      Excluir
  11. Oláá
    Sua resenha etsá ótima, eu não leria o livro por não curtir tanto o gênero mas imagino que seja uma leitura bem agradável para quem curta

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Ivi, sua linda, tudo bem
    Que pena que não gostou do livro. Eu já tinha visto o lançamento, achei a capa muito bonita. Mas você apontou alguns detalhes da história que realmente me deixaram desanimada. Não sei se o leria depois disso. Vou pesquisar mais resenhas, mas gostei muito da sua, principalmente pela sua sinceridade. Nem todos os livros são para a gente.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc falou tudo: "Nem todos os livros são para a gente. Esse com certeza não foi pra mim!
      beijos

      Excluir
  13. 69 lidos Me conte qual é o segredo ando tão atarefada que mal consigo ler um por mês , mais não me queixo os poucos que consegui ler este ano me renderam ótimas leituras , sua resenha me deixou um tanto desanimada em relação a este livro , não tenho tanta certeza se ainda o leria , geralmente quando leio criticas não tão positivas procuro me informar mais sobre o livro afinal o que me agrada pode surtir o efeito oposto em você ...
    Gostei muito de sua resenha e de toda sua sinceridade em relação ao livro
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, nem eu sei explicar essa minha velocidade de leitura, só sei que estou descontrolada.... hahahahaha Acho que chegarei aos 80 em 2015.
      beijos

      Excluir
  14. Olá, tudo bem?
    A capa do livro chamou a minha atenção e lendo a sua resenha, apesar das críticas negativas, eu acho que eu iria gostar da história também. Gostei do facto de dizer realmente o que pensa. É bom encontrar resenhas sinceras :)
    Beijo
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  15. Eu fiquei pensando em vários livros enquanto lia sua resenha... Eu sou fã de romance e como leio bastante é realmente difícil encontrar alguma história que não seja um pouco mais do mesmo. Não tenho problemas com isso e nem com clichês mas eles precisam ser muito bem escritos para não incomodarem e pela sua resenha esse não foi o caso.
    Também ficaria me perguntando se alguém merece apanhar por ser teimoso... Acho que se a ideia era um comentário no estilo 'você está sendo uma garota má' a autora errou em sua escolha de palavras.
    Outro ponto que fiquei pensando foi na violencia citada... Eu também acho que não é nos tapas que as coisas se resolvem - mas se isso acontecer, a nossa empatia com a personagem tem que ser tanta a ponto de a gente ter a sensação de que já não era sem tempo de ela tomar alguma atitude - mesmo que fosse entrar em uma briga e que a gente possa não achar correto.
    Eu já tinha lido uma outra resenha do livro e junto com a sua vou deixar esse livro passar...

    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  16. Oi Ivi, tudo bem?

    Gostei bastante da sua sinceridade na resenha, acho que cada blogueiro tem a obrigação de ser sincero, e não escrever apenas para agradar... e você se saiu muito bem nisso. Bom, logo de início eu não me interessei pela obra, bastante clichê, e depois de prosseguir na leitura da resenha, eu não leria.

    Para mim os personagens tem que ser bem construídos e ter personalidade própria, pelo que a Cathy passou ela teria tudo para ser uma mulher forte e decidida, e não uma garota mimada e influenciável. Já o Thomas, achei ele muito machista e acha que o mundo gira ao seu redor. O livro parece ter bastante violência, sexo sem proteção e outras coisas que me incomodam.

    Também detesto essas informações que o personagem/autor tenta reafirmar a todo o momento e chega um momento que se torna bastante cansativo.

    Acho que o livro pode agradar sim a outros leitores, mas não a mim.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014