5

PARA ONDE ELA FOI (Gayle Forman)


Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 51º livro lido em 2014 e foi  PARA ONDE ELA FOI (Gayle Forman). Este é o segundo livro da duologia que começou com o livro SE EU FICAR e como eu gostei demais no primeiro livro, não via a hora de poder concluir esta história.

Observação importante: Esta resenha possui spoilers do primeiro livro.

No primeiro livro conhecemos Mia e Adam. Eles começaram a namorar no ensino médio e tinham um relacionamento muito bom apesar de serem duas pessoas diferentes. Adam estava começando a se tornar um músico conhecido em função do seu talento musical em uma banda de rock, a Shooting Star e, apesar de Mia também estar envolvia na música, ela era uma brilhante aluna de violoncelo com grande possibilidade de ingressar na conceituada universidade Juliard em Nova York e a única crise do casal era como o relacionamento deles iria sobreviver na distância porque afinal eles moravam no Oregon. Porém Mia e a sua família sofrem um terrível acidente de carro e ela é a única sobrevivente e após ela voltar de um coma, se recuperar, ela segue para Nova York e deixa Adam para trás.

O livro começa então, 3 anos após o acidente de Mia e desta vez, toda a história nos é contada sob a perspectiva de Adam que agora é um super astro do rock, porém vive um péssimo momento de sua vida: não se dá bem com os companheiros de banda, sofre de ataques de pânico, está morando com a namorada que ele não ama e é considerado pela mídia como uma celebridade mimada, ou seja, este é um Adam muito diferente do que conhecemos no primeiro livro, sob a perspectiva da Mia.

Adam está prestes a começar uma nova turnê com a banda e vai até Nova York resolver pendencias da banda pois no dia seguinte terá que viajar para Londres, porém ele descobre que Mia está dando uma apresentação de música clássica em uma importante sala em Nova York e entra para assistir. Ele pretendia ficar no anonimato, porém é reconhecido e ele e Mia se reencontram depois de 3 anos e o livro irá se desenvolver em Adam tentar descobrir e entender porque Mia o abandonou.
"Meu corpo todo está tremendo. Estou surtando. Um dia pode ter apenas vinte e quatro horas, mas às vezes passar por ele parece tão difícil quanto escalar o Everest." página 25
Com a mesma fluidez do primeiro livro, a história avança as páginas sem que o leitor perceba. Adam nos coloca a par de todos os acontecimentos importantes no intervalo destes 3 anos, relembra fatos consistentes do relacionamento com Mia e se abre completamente para a dor que assola seu coração. Em contrapartida, conhecemos uma Mia completamente independente mas muito sensível sem ser chata. Cada novo dia ela tem que conviver com a dor da perda dos seus pais e do seu irmão, mas nem por isso ela se deixa derrubar e o encontro entre ela e Adam é incrivelmente intenso e bonito. Durante uma noite, os dois passeiam por uma Nova York que não dorme, enquanto Mia se despede da cidade porque ela também seguirá em turnê no dia seguinte.

Cada capítulo da história é aberto com alguns versos de uma das músicas que Adam compôs para a banda e foram estas musicas que lançaram a banda Shooting Star para o mundo. As letras das canções e a melodia composta por Adam, todas dedicadas a Mia depois que ela o abandonou é que foram responsáveis pelo sucesso absurdo que a banda estava fazendo por todo o mundo.

Eu adorei o livro e me apaixonei pelo Adam e pela sua instabilidade, seu medo, sua paixão. E fiquei fascinada com a força de Mia e o que no primeiro momento parecia ter sido uma grande covardia, se mostrou com o desenvolvimento da história, que ela era muito mais forte do que qualquer um poderia imaginar. A forma doce e ao mesmo tempo amarga que o casal se conecta na história é muito bem escrita e por mais que você desconfie do final, você sofre, torce, chora e se alegra com a forma que as coisas se amarram. 

A escrita da Gayle Forman é viciante sem ser simples. Ela abusa das palavras, confronta o leitor e o coloca dentro da cabeça do personagem e é capaz de sentir a tristeza e a alegria de Adam como se estivesse na pele dele.

Na minha opinião este livro ficou ainda melhor que o primeiro, embora eu acredite que não deva ser lido fora de ordem. A história não perdeu o ritmo e se encerrou de forma consistente e crível. O livro é romântico sem ser brega; é melancólico sem ser dramático e é tenso sem ser sufocante. A autora usou um pouco de tudo para escrever uma história bonita de ser lida e eu acredito, apreciada por qualquer tipo de leitor. Inclusive, esta duologia eu indicaria sem medo até para pessoas sem o hábito da leitura, por ter uma escrita envolvente e uma história fascinante.

Super recomendo!!
"Não foi o que eu disse para ela? Não fiquei sobre o seu corpo e prometi que eu faria qualquer coisa se ela ficasse, mesmo que isso significasse perdê-la? O fato de ela estar em coma quando eu disse isso, de não ter acordado por mais três dias , de nenhum de nós ter mencionado o que eu havia dito parecia irrelevante. Eu mesmo provoquei essa situação." página 150

Um pouco sobre a autora: Gayle Forman nasceu nos Estados Unidos e lá se formou em jornalismo. Escreveu muitos artigos para várias revistas e seu primeiro livro foi publicado em 2007. No Brasil, seus livros publicados são:
PARA ONDE ELA FOI


Comentários
5 Comentários

5 comentários:

  1. Olá!

    Só porque eu quero ler a resenha, tá cheia de spoiler :( mas ainda quero ler a história!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me perdoa Kamila, foi impossível para mim... Mas leia o livro e depois volte pra ver se a resenha ficou boa. bj

      Excluir
  2. Como não li o primeiro livro, não li a resenha, mas quero bastante ler os livros. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Amei o primeiro livro e estou super ansiosa pra ler essa continuação, é a terceira resenha vejo falando que esse é melhor que o primeiro, preciso desse livro pra ontem!

    ResponderExcluir
  4. Também não li o primeiro livro, então apenas dei um lida rápida na sua resenha, gosto da ideia de toda aquela questão de como encontrar um meio termo e continuar com um relacionamento apesar da distância, isso me fez de cara querer esse livro. Eu já comprei o primeiro, e já algum tempo era para mim ter começado a lê-lo mas o final de período da Faculdade está me tirando todo o tempo. Vinte quatro horas por dia está parecendo pouco para concluir todas as minhas leituras. Mas, com certeza, vou ler "Se Eu Ficar" em breve.

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014