14

FIQUE ONDE VOCÊ ESTÁ E ENTÃO CORRA (John Boyne)





Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 34º livro lido em 2014 e foi FIQUE ONDE VOCÊ ESTÁ E ENTÃO CORRA (John Boyne). Preciso falar que sou fã do autor? NÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOO. Preciso falar que do autor eu leria qualquer coisa? NÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOO. Então assim que o livro foi lançado, tratei de comprar e assim que saiu da embalagem, eu já o estava devorando e claro, amando.

O livro nos traz um menino chamado Alfie que no dia do seu aniversário de 5 anos percebe que alguma coisa não está normal ao seu redor. Várias pessoas não vieram para a sua festa de aniversário e as que vieram , estão tristes e preocupadas e então Alfie descobre que é porque neste exato dia, 28 de julho de 1914, foi declarado oficialmente a GRANDE GUERRA, conhecida também como a Primeira Guerra Mundial. Dias depois, ele vê o seu pai sair de casa voluntariamente para servir a Inglaterra como soldado e um espaço de 4 anos se passa até que Alfie já está com 9 anos e a sua vida sofreu grandes mudanças. A guerra se arrasta e ele vê a sua mãe se dividir em vários empregos para poder manter o básico em casa e assim Alfie decide ajudá-la. Durante os anos de guerra, o pai enviou notícias para a família e a mãe sempre compartilhava as cartas com o filho, porém, essas cartas pararam de chegar e a resposta da mãe para as perguntas de Alfie é que o pai está em uma missão secreta. Alfie então decide partir para a sua própria missão secreta e a partir deste ponto, o livro ganha um acelerado ritmo de aventura.

Mais uma vez John Boyne nos traz o tema de guerra e envolve uma criança na sua narrativa, mas que fique bem claro que não se trata de ser "mais do mesmo". O livro é origianl e sensível. Uma jeito enxuto de se contar uma história sem perder tempo com descrições ou dramas, o livro nos fala da saudade de um filho pelo pai e do desejo de ter este pai de volta.

Estava eu comendo as páginas do livro quando em uma cena, Alfie interage com uma moça dentro do trem chamada Marian Bancroft e eu parei de respirar por uns 3 segundos. Páginas atrás ele já havia mencionado um tal de soldado Sadler, mas Sadler é um sobrenome comum na Inglaterra, então ignorei, porém Marian Bancroft me tirou a dúvida. Tanto Sadler quanto Marian são personagens do livro O PACIFISTA do mesmo autor e essa inserção deles na história, muito discreta e nada relevante para todo o enredo, me deixou muito feliz porque O PACIFISTA é o meu livro predileto do autor. Adorei o fato dele revisitar estes personagens.

Enfim, o livro é mais um excelente trabalho do Boyne em  usar um fato real e de domínio universal e brincar com personagens carismáticos que nos ganham sem precisar que mergulhemos em muitas páginas.

O livro nos conta uma história sob a perspectiva de uma criança e o autor é muito habilidoso em fazer isso. Usar a ingenuidade de um menino, bem como sua intensa curiosidade e nos fazer viajar numa história tocante, bonita e que poderia ter acontecido com qualquer família inglesa durante os terríveis anos de guerra.

Como sempre, super recomendo o livro e se você nunca leu nada do John Boyne, este é um ótimo livro para começar a conhecer a sua obra.

Um aspecto positivo que eu encontrei no livro foi a capa original que não nos remete para os outros sucessos do autor, o que garante que independente do currículo do Boyne, podemos ter a certeza que ele é um escritor de múltiplos sucessos.

O livro é maravilhoso!!!
"Pela melhor razão do mundo - ele explicou - Por amor." página 30


Um pouco sobre o autor: John Boyne nasceu na Irlanda em 30 de abril de 1971. Seus livros publicados no Brasil são:
Comentários
14 Comentários

14 comentários:

  1. Nossa o livro parece maravilhoso mesmo, amo história sob a perspectiva de criança, fiquei doida pra ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bacana a forma como o personagem interpreta as conversas dos adultos. Não perca tempo, leia mesmo!!!

      Excluir
  2. Oi Iviii :)
    Não sei você, mas eu me emocionei muito tanto nesse livro, quanto no menino do pijama listrado!
    Gosto do ator também, mas só li esses dois livros ! E acho maraavilhoso a forma dele mostrar como as crianças conseguem ver aquilo que não vemos ou não queremos ver .. Confesso que o livro me deixou bem pensativa, pensar em uma criança no meio de uma guerra é horrível .. Mas John consegue nos mostrar o quanto as coisas são boas se você olhar direito ! To esperando uma outra oportunidade pra comprar mais livros dele!
    Beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me emocionei sim Vitória, mas digamos que o clima de aventura não me permitiu chorar. John Boyne é maravilhoso né? bj

      Excluir
  3. Acredita que nunca tive a oportunidade de ler nada do autor? Mas sou louca pra ler O menino do pijama listrado e agora quero muito ler Fique onde você eta e então corra. Me parecem ser livros excelentes! beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pare tudo o que você estiver lendo no momento e vá ler John Boyne! Ele é perfeito!!! bj

      Excluir
  4. A Ivi é tão louca no Boyne que nem leio mais as resenhas delas
    sobre os livros dele... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.... no fim das considerações eles são sempre MARAVILHOSOS!!! Mesmo sabendo dessa paixao avassaladora da Ivi, ainda nao tive oportunidade de ler nenhum livro dele, embora tenha muita vontade de ler o menino do pijama listrado... enfim... tenho de remediar isso não? kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Pelamor né Raissa!!! TEM QUE LER!!! bjs

    ResponderExcluir
  6. Uau, eu ainda nao li nada do autor mas sem duvida os livros dele devem ser incriveis, fiquei muito curiosa para ler algo do genero, mas eu acabo sempre atrasando :/ acho que sei o quanto ficarei emocionada com a leitura e acabo esperando um momento certo pra ler!! mas acho q darei a chance de ler ainda esse ano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem todos os livros do autor te farão chorar, mas com certeza, te farão pensar!!! Leia!!! John Boyne é vida!! bj

      Excluir
  7. Oiee Ivi!
    Meu Deus eu sou muito desligada,só agora fui reparar que o Boyne escreveu o menino do pijama listrado,que alias está na minha lista de leitura a tanto tempo que da ultima vez que peguei o livro tinha tanta poeira em cima que até pensei que ele tivesse ficado no meio de uma tempestade de areia ou de um terremoto.
    Eu tenho um certo problema com narrações feita pelos olhos de crianças,sou muito emotiva nesses casos e acabo me emocionando com qualquer drama vivenciado pelo personagem,mas por outro lado adoro histórias mostrando a vida diante das guerras.Vou desencalhar o menino do pijama listrado aqui da minha estante e futuramente planejo ler fique onde está e então corra.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Letícia, eu adoro os livros dele e a forma com ele escreve. Até hoje não descobri ninguém que não elogie a sua originalidade. Leia e venha me contar o que acho!!! bj

      Excluir
  8. Oiiiiiiiiiiiii
    Estou com vontade de ler esse livro mas ao mesmo tempo com medo de chorar litros.
    Sempre fico emocionada, com nó na garganta com livros desse gênero.
    Bem legal isso de inserir os outros personagem do livro O Pacifista.
    Essa foi a primeira resenha dele que vejo falar sobre isso (talvez os outros não tenham lido esse livro), mas enfim...
    Depois dessa serei obrigada a ler! ;)

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  9. Já li a sinopse desse livro em algum lugar, porém não lembro direito. Lendo novamente, confesso que fiquei um pouco mais tentada em compra-lo. Como não tenho muitos livros para serem lidos e comprados, ainda vou ter que esperar mais um pouco para adquirir este.

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014