8

DIVERGENTE (Veronica Roth)


Não conhecia esse livro até ver a propaganda da estreia do filme e como não me importo de saber a história antes (na verdade até prefiro, presto mais atenção aos detalhes), comecei a leitura. Por ser uma trilogia, me assustei um pouco com a quantidade de páginas (502), mas a semelhança com a “Jogos Vorazes” me deixou curiosa.

Em Divergente, a narração é feita pela protagonista Beatrice, que aos 16 anos enfrentará uma decisão que afetará sua vida para sempre. A sociedade futurista é dividida em 5 facções: Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição, sendo que cada uma contribui com uma característica para que tudo transcorra bem.

Beatrice e o irmão Caleb nasceram na Abnegação, lugar em que as pessoas vivem uma vida simples, sem vaidades e extremamente preocupadas com o bem estar do próximo.  A decisão a ser tomada por eles é escolher a facção que querem pertencer, já que existe a possibilidade de mudança após um teste psicológico com os comportamentos esperados em cada uma delas.

O conflito da trama começa no resultado não esperado no teste de Beatrice, no qual a decisão da facção cabe a ela e pode trazer perigo tanto a sua vida quanto a de sua família. No período de treinamento, aparecem novos personagens: o instrutor exigente conhecido como Quatro, os amigos Christina e Will, além dos que se revelam como perigosos adversários ao lutar por um lugar na facção escolhida.

Beatrice (conhecida pelo novo grupo como Tris) é uma protagonista forte e corajosa, ao mesmo tempo que considera se afastar da família e dos amigos, daria a vida para salvá-los. A personalidade complexa também pode ser vista em Quatro, em alguns momentos irônico e exigente, em outros extremamente protetor e cuidadoso.

O ritmo de leitura foi lento, acredito que por imaginar o que poderia acontecer (com base no que aconteceu em “Jogos Vorazes”) perdi um pouco do interesse pelo livro. Ainda assim, continuei e reconheço que me surpreendi com algumas situações inesperadas, em trechos fortes e bem detalhados.

A mensagem é interessante, demonstra até que ponto o ser humano pode mudar em uma situação decisiva, questiona personalidade e valores, sempre priorizando a proteção daqueles que amamos ou são importantes em nossa vida.

Sou fã de trilogias, com certeza lerei os próximos volumes (“Insurgente” e “Convergente”) para ver até onde a coragem de Tris a levará.

“Uma escolha decide quem são seus amigos. Uma escolha define suas crenças. Uma escolha determina sua lealdade... para sempre. Uma escolha pode te transformar".  (Contracapa)
“O abismo serve para mostrar que há um limite tênue entre a coragem e a estupidez” – página 72.
“Acredito nos simples atos de bravura, na coragem que leva uma pessoa a se levantar em defesa da outra” – página 219



Veronica Roth é uma autora muito jovem e por isso a sua biografia ainda é relativamente curta. Nasceu no dia 19 de Agosto de 1988 em Chicago, Estados Unidos. NO Brasil, seus livros publicados são:
  • Divergente
  • Insurgente
  • Convergente
Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Eu adoro a trilogia apesar de nao ter lido o ultimo livro ate hoje, porq recebi spoilers.. mas okay..
    Acho a Tris uma otima personagem, e confesso que o filme correspondeu as minhas expectativas.. mesmo nao gostando dos autores escalados.. e alguns personagens essenciais nao terem aparecido
    .

    ResponderExcluir
  2. AMOOO os livros da Roth, é uma ótima trilogia, li Divergente em um dia (praticamente vegetei shuahsuahsau) mas valeu a pena.
    O filme foi "bom" vamos dizer assim, gostei muito da trilha sonora e achei que se adequaram ao livro, mas algumas mudanças eu não gostei.

    Enfim, acho ótima a indicação do livro.!!! e termine de ler, ainda tem muita coisa pra acontecer nos outros dois livros da trilogia.
    XOXO

    ResponderExcluir
  3. Eu não acho Divergente parecido com Jogos vorazes, fora o fato de ser uma distopia não vejo outra semelhança. Eu gostei desse livro mas não amei, e depois de terminar a trilogia fique super decepcionada, então quando faço o balanço da trilogia toda eu digo que não gostei, mas só do livro Divergente eu gostei, mas não foi nada de super empolgante para mim.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Pra mim todas as distopias sao iguais -.- ... um novo governo, uma menina que descobre que pode mudar a sociedade, o governo que nao revela a tdos o que acontece... e muita gente morre durante o livro... .-.
    Mas mesmo assim leio todas kkkkk

    Divergente é bom, mas o fim da trilogia eu nao gostei :$ comentários a parte.. o filme ficou bom pra caramba e quero logo Insurgente, termine de ler 0/

    ResponderExcluir
  5. Eu enrolei um pouco para ler Divergente, mas assim que vi que o filme estava próximo de estrear corri para ler antes e me apaixonei, o Four é um fofo! Achei o filme muito bom também!
    Eu já li super rápido, não conseguia parar...
    Mas, me contaram spoiler do utimo e estou mega decepcionada com o que vai acontecer no finel.
    Mesmo assim lerei insurgente, só que estou na fila de espera de pegar emprestado da minha colega... 4 meses na fila de espera, estou mega curiosa para saber o que tem depois da cerca.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Trilogia favorita, assim como JV!
    Gente, a criatividade desse povo é absurda!!! Eles criam personagens e mundos magnificos!
    Adorooooo Essa distopia!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  7. Oiee ... Divergente é uma das minhas trilogias preferidas... Amei o filme, e super recomendo que termine de ler...
    Apesar que em insurgente as vezes é meio lentinho...

    Adorei a resenha :3

    ResponderExcluir
  8. Você acredita que nunca li uma distopia?
    Tenho muita vontade de ler essa trilogia,mas ainda não tive à oportunidade.
    Mas com certeza vou lê-los!

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014