6

TRUE LOVE STORY (Willow Aster)



Conheci esse livro através de um grupo no facebook, fiquei curiosa para ler porque todos comentavam o comportamento dos personagens e suas atitudes consideradas imperfeitas, porém, possíveis.
Logo aparece Sparrow, uma das personagens principais e também a narradora da história. O nome é bem estranho, me fez lembrar de Jack Sparrow (“Piratas do Caribe”), sendo explicado quando ela menciona que é parte de um versículo da Bíblia e que seus pais eram meio hippies e queriam um nome único para a filha.
A trama é iniciada quando Sparrow está no aeroporto aguardando um voo para ir ao casamento de uma amiga e encontra seu ex-namorado, o músico Ian Sterling. Ele se surpreende e a partir daí os capítulos mencionam o passado e o relacionamento dos dois.
Há detalhes da vida dela como a dificuldade de ser perfeita e seguir padrões de acordo com os conselhos do pai pastor e a descrição do impactante primeiro encontro com Ian, que já pertencia ao seu passado sem saber. Há várias mudanças em sua vida, como a mudança de cidade para estudar e o término do relacionamento com o namorado Michael, adorado por seus pais.
Ela conhece Asher, se envolve com ele, porém, Ian permanece em sua vida. Após alguns encontros e conselhos de todos para que tome cuidado, Sparrow vai a um show dele e se encanta novamente, enquanto ele pede que ela se afaste enquanto pode.
 Ainda assim, os dois não conseguem se afastar e como Ian demonstra dificuldade em manter compromisso e desaparece sem explicação, a insegurança dela aumenta até que ele explica seus motivos e promete se esforçar para fazê-la feliz.
Tudo parece bem para o casal, mas o relacionamento à distância (com Ian em turnê e Sparrow presa aos estudos) os afeta. Há os momentos especiais de reencontro, assim como outros de saudade por não poder estar perto e insegurança quanto ao relacionamento. Um fato revelado em sonhos a Sparrow e confirmado em uma conversa com Ian pode destruir o futuro do casal. 
Fiquei irritada com algumas situações de insegurança extrema e comportamento bem adolescente por parte de Sparrow (tipo: “gostei dos dois,e agora??”) e a reação de Ian ao saber dos fatos, considerando tudo normal pelo fato da diferença de idade entre os dois.
Por outro lado, me identifiquei muito com o livro na descrição do namoro à distância, pois já tive essa experiência e sei bem como é difícil, reencontro é perfeito, porém, até que este aconteça, há um longo tempo entre planejamento e espera, o que envolve muito amor e determinação de ambas as partes para que o relacionamento possa dar certo.
Recomendado pela “imperfeição” dos personagens e pela mensagem de amor e perdão para superar as dificuldades e fatos do passado.

“.. Escrever uma história de amor com personagens imperfeitos, reais. Eu não gosto de coisas embrulhadas com um laço vermelho. A vida não é assim.” – página 57.
“Desejos se tornam verdadeiros. Sabedoria traz confiança. Estamos sendo testados. Nós dois somos resistentes”. – página 307.


Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Apesar da capa ser bem estranha :p a história parece ser interessante *_*
    Gostei mt da premissa, mesmo sabendo que vou querer matar a mocinha tbm ... rsrs

    ResponderExcluir
  2. Eu gosto de pegar livros com personagens "imperfeitos", deixam os enredos mais perto dos leitores, seja lá qual tipo de gênero esteja o livro.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  3. Adoro personagens imperfeitos!
    E o nome dela, Sparrow, me fez lembrar de Joel Madden (para quem não sabe, vocalista da banda punk-rock Good Charlotte), o filho dele tem esse nome. E Jack Sparrow tb, claro (aiii Johnny Depp). Vou anotar o nome do livro, parece interessante.

    ResponderExcluir
  4. Hmmn personagens "imperfeitos" gostei do modo q vc os colocou na resenha...
    O problema de as vezes ter um triângulo amoroso q é o que eu tenho raiva, é exatamente oq vc disse... o momento em q a menina vai e fala "gostei dos dois e agora"... eu simplesment odeio isso
    ....

    ResponderExcluir
  5. Engraçado o nome da personagem realmente único ahauhahuahha
    Mas adoro um romance,mesmo que muitas vezes fique chato quando o personagem nao sabe o que quer e fica na indecisão..

    ResponderExcluir
  6. Curti a resenha, (apesar de ter achado a capa bem feinha), e juro que a primeira coisa que me veio à cabeça quando vi o papo de "se afaste de mim enquanto pode" foi Crepúsculo! Sério, desde Crepúsculo sempre que vejo esse tipo de conversa não consigo deixar de imaginar que em algum momento o garoto vai mostrar que é um vampiro hahaha Mas acho que apesar disso o livro deve ser bem agradável de se ler :)

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014