18

O HIPNOTISTA (Lars Kepler)

Quem assina a resenha de hoje é a Bel Sanz.

Esse livro me foi indicado em um dos grupos de leitura que participo. Quando disse gostar de histórias de investigação policial, me indicaram esse e resolvi conferir.
A história se passa em Tumba, Suécia, e tudo começa com um horrível triplo homicídio. O criminoso está foragido e o detetive Joona Linna precisa encontrá-lo para proteger o único sobrevivente, e sua irmã que não estava na casa onde ocorreram os homicídios. O garoto sobrevivente teve a família exterminada em sua presença e após o acontecido e, mesmo tendo recebido diversas facadas pelo corpo, sobreviveu e é a única testemunha. O detetive Jonna Linna precisa de informações que somente o garoto tem, mas ele está hospitalizado em estado de choque, assim o detetive convence o Dr. Erik Maria Bark a hipnotizar o garoto.
O trabalho com a hipnose desenvolvido pelo Dr. Erik foi questionado no passado, onde uma equipe do hospital o classificou como capaz de criar danos psicológicos em seus pacientes e com isso foi proibido de continuar seu trabalho, e o Dr. Erik prometeu a si mesmo nunca mais hipnotizar ninguém. Mas ele quebra essa promessa após a insistência do detetive em ajudá-lo a desvendar esses homicídios. Quando o Dr. Erik hipnotiza a vítima se inicia diversos fatos que põem em risco a vida de várias pessoas, inclusive colocando em perigo sua família e sua carreira.
A história é muito bem explicada e dividida, os autores ligam passado e presente de forma bem clara para que possamos entender todos os fatos da narrativa.
Mas é preciso muita atenção as histórias paralelas, já que os autores misturam acontecimentos atuais com fatos passados há 10 anos, e o fato de ter vários personagens e vários núcleos paralelos pode levar alguns leitores a desistir da leitura, mas os autores conseguem fechar tudo muito bem. Há passagens um pouco demoradas, como contar em mais de dois capítulos como foi o trabalho com o grupo de hipnose que o Dr. Erik Maria Bark desenvolveu e o por quê de ter sido proibido de seguir com sua pesquisa.
Mesmo os autores detalhando algumas passagens, utilizando muitos personagens e núcleos eu não achei a história maçante, pelo contrário.
É o tipo de livro que me prende porque faz com que acompanhe a investigação e junto com os personagens tentar desvendar os mistérios.
Os personagens são bem descritos, profundos e verdadeiros. Os autores nos dão personagens de verdade, personagens fortes e fracos, determinados e sensíveis. Apenas senti falta de conhecer um pouco mais do detetive Joona Linna já que alguns fatos de seu passado não foram totalmente explicados, e sendo ele o personagem principal achei que ele ficou várias partes do livro em segundo plano. A história toda se focalizou no Dr. Erik, mas como o título do livro já nos diz a história realmente é dele.
Já tem publicado no Brasil outro livro com o detetive Joona Linna e espero que tenha mais livros dos autores com ele.
É um livro super válido para quem gosta de histórias policias, de suspense, de cenas violentas e com uma boa pitada de thriller psicológico. Entrar na mente de médicos, policiais e assassinos e procurar entender qual a dinâmica que cada um deles desenvolve para um mesmo crime.
A leitura me prendeu do início ao fim. Queria ler o livro todo de uma só vez, se eu tivesse mais tempo com certeza teria lido em apenas um dia.

Quotes: “ ‘O passado não está morto, não é sequer passado’, eu dizia com frequência, citando William Faulkner. Queria dizer que todas as pequenas coisas que acontecem às pessoas permanecem com elas por toda a vida. As experiências influenciam cada uma de nossas escolhas. No caso de experiências traumáticas, o passado ocupa quase todo o espaço disponível no presente.” (Pág. 299)


“É preciso entender que algumas vezes o grau de coação é tão grande que uma pessoa é forçada a cometer atos terríveis. A vítima se torna o agressor pelo próprio processo de vitimização.” (Pág. 309)




Um pouco sobre o autor: Lars Kepler é o pseudónimo de Alexander Ahndoril e Alexandra Coelho Ahndoril, um casal sueco que escreve em conjunto. O estilo é o romance policial e na Suécia eles são uma referência neste gênero. Seus livros publicados no Brasil são:
  • O Hipnotista
  • O Executor
  • O Pesadelo
  • A Vidente

Comentários
18 Comentários

18 comentários:

  1. Oi Ivi, tudo bem?

    Eu também adoro livros policiais *-* Ainda não li o hipnotista, mas só por essa capa eu já imagino que seja um livro muito bom. Acabei de ler agora um livro nacional que também é do genero policial: 72 horas para morrer, já ouviu falar? Esses livros policiais também sempre me deixam com uma vontade terrível de devorar tudo de uma vez só. Mas como normalmente eles são cheios de reviravoltas, eu prefiro ir com calma =)

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kel,
      Pelo seu comentário então tenho certeza que vai adorar a história desse livro. É surpreendente. Vale a leitura de cada linha.
      Bjs

      Excluir
  2. "Histórias policias, de suspense, de cenas violentas e com uma boa pitada de thriller psicológico"? Era isso que eu estava procurando em uma leitura há algum tempo. Este é um dos meu gêneros preferidos, com certeza vou gostar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o meu tb, Rossana. Eu tento "fugir", ler outras coisas, até romances eu procuro ler, mas acabo voltando pq realmente, e sem dúvida nenhuma, é o meu estilo, as histórias que me prendem mesmo. E esse livro eu achei ótimo, apesar de não ser o melhor de Lars kepler, só pra vc ter uma idéia.
      Leia sim e depois retorne pra me falar o que achou.
      Bjs

      Excluir
  3. Uau... adoro livro assim... já andei namorando ele por aí, mas as criticas foram negativas... Anotadinho na minha listinha imensa de desejos...

    Beijos

    Boa Semana Meninas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério que vc leu críticas negativas??? Todas que eu li foram positivas, no máximo falando que o seguinte foi melhor, o que eu concordo apesar desse ser maravilhoso.
      Leia sim e conte o que achou :)
      Bjs

      Excluir
  4. Esse livro é muito bom,mesmo sendo enorme. Eu fiquei meio confusa pela mudança de foco na história. Contudo o roteiro é bem original e adorei o Joona!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei interessante justamente a mudança de foco por ser uma surpresa. Pensamos uma coisa e depois acontece outra, sem que fiquei tudo confuso, mas pelo contrario, foi tudo bem explicado né?
      Ai...tb fiquei apaixonada pelo Joona Linna kkkkk
      Bjs

      Excluir
  5. Gosto muito de ler livros de trama policial. Fiquei muito curiosa para ver como que eles descobrem o que tudo aconteceu utilizando a hipnose.
    Estou com vontade de ler ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tramas policias, tramas psicologicas, investigação e mistérios...tudo que eu adoro!!!!!
      A hipnose tb foi a maior curiosidade qto a historia e gostei muito como foi utilizada na trama.
      Acho que vc vai gostar.
      bjs

      Excluir
  6. Mais um livro com um início promissor e depois autor desanda totalmente com a história. Uma infelicidade, já que o início é realmente muito bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não achei que ele desandou, os autores apenas mudaram o foco, mostrando que os acontecimentos não foram desencadeados por aquilo que imaginavamos e nem que os investigadores imaginavam. Nós fomos levamos junto com os detetives a achar uma coisa e era outra. Isso acontece na vida :)
      bjs

      Excluir
  7. Olá Bel!! Tudo bem??
    Já tinha visto este livro em vários lugares, mas é a primeira resenha que leio e confesso que amo livros de suspense e este com toda certeza chamou minha atenção, pois amo quando o livro é "eletrizante" e este parece realmente ser!!
    Parabéns pela resenha!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Michelli!
      O livro me prendeu totalmente do inicio ao fim. Me surpreendeu o que eu achei ainda melhor. Ficamos meio que sem saber em quem e no que acreditar. E eu amooo tentar descobrir o que aconteceu junto com os detetives. Juntar os fatos, eliminar, acrescentar...meu livro é todo cheio de post-it kkkkkk
      Obrigada!
      Qdo ler me fala o seu parecer, ok?
      Bjs

      Excluir
    2. Olá Bel! Ele já esta na minha lista de desejados =)
      Sempre li os livros de Dan Brow, e amo seriados de investigações, mas confesso que sou péssima...nunca descubro nada...KKK
      Mas por este fato é que amo livros assim, pois ficamos curiosas, pensando nas pistas, e quando descobrimos quem foi...Ahhh...uma grande surpresa, saber os motivos e como fizeram.
      Espero ler em breve mesmo!!
      Beijocas querida♥

      Excluir
  8. Amo livros policiais e já me indicaram esse. Claro que fiquei desejando-o, o ruim é o preço meio carinho. Mas quando entrar em uma promo comprarei.
    Amo quando o livro nos deixa tão envolvidos em descobrir o que de fato aconteceu \o/

    ResponderExcluir
  9. Já vi resenhas boas e ruins sobre o livro e pelo fato de ser dividido entre dois autores.
    Ainda estou na dúvida, mas o tema me interessa muito! Penso que vou começar por baixar e dar uma olhada, antes de me arriscar a comprá-lo. Encontrei aqui, caso alguém mais queira fazer o mesmo: http://portugues.free-ebooks.net/ebook/O-hipnotista

    boas leituras!

    ResponderExcluir
  10. Eu olho muito interessante esses filmes e série hipnose, porque muitas vezes se tornam tão interessante para toda a intriga que mantê-lo ciente de tudo o que Isso acontece. Isso é ótimo e tem um grande elenco.

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014