17

A Casa das Marés (Jojo Moyes)

Ficha Técnica:
Título Original: Foreign Fruit
Autora: Jojo Moyes
Tradução: Maria Carmelita Dias
País de Origem: Inglaterra
Editora: Intrínseca
Número de Páginas: 384
Ano de Publicação: 2017
ISBN-13: 9788580579697

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 73º livro lido em 2017 e foi A Casa das Marés (Jojo Moyes). Como fã assumida da autora, sempre quis ler este livro que foi o primerio publicado dela, porém estava fora de catálogo no Brasil e assim que a Intrínseca relançou, eu comprei muito animada com a leitura.

O livro nos traz a Celia e Lottie como melhores amigas, praticamente irmãs. A família de Celia, tradicional na pequena cidade costeira de Merhan e vivendo de forma confortável no aspecto financeiro, meio que adota a Lottie após a segunda guerra mundial e embora as duas meninas sejam muito diferentes uma da outra, elas se dão bem e convivem de forma cúmplice. Porém na pequena cidade, alguns artistas se mudam para uma mansão chamada Arcádia e começam a viver com hábitos e princípios diferentes da atrasada e conservadora cidadezinha e isso desperta a curiosidade tanto de Celia quanto de Lottie. Isso então será o estopim de uma série de conflitos que acontecerão dentro da narrativa.


O livro é dividido em dois períodos temporais: pós-guerra e dias atuais. No primeiro período, temos o desenvolvimento das personagens principais, nos mostrando como cada uma terá que assumir as conseqüências de suas escolhas.


Já na segunda parte, temos uma decoradora de interiores, Daisy, recém-abandonada pelo marido e precisando de emprego urgentemente, aceitando um trabalhão na cidade de Merhan. Daisy tem como missão transformar uma mansão em um hotel de luxo e a mansão em questão é Arcádia e quando ela chega à cidade, descobre que tem muitas pessoas que não querem que aquilo se torne um hotel com medo que isso atraia festeiros e bêbados de Londres para a tão pacata e respeitada cidade. Nesta parte do livro temos então a volta de alguns personagens do passado.

Comecei a ler este livro muito empolgada porque afinal a Jojo Moyes, como disse acima, é uma das minhas autoras favoritas e a expectativa estava altíssima com esta história, mas infelizmente, o livro não me proporcionou uma leitura satisfatória. Encontramos uma trama interessante e a premissa do livro é original, porém, eu não consegui me conectar com nenhum dos personagens e a escrita me pareceu bem arrastada.


Lottie foi uma personagem que eu queria me afeiçoar, mas ela era tão auto-depreciativa que foi impossível que eu gostasse dela. Celia, que era mais expansiva e corajosa, me pareceu mesquinha e egoísta demais, e isso me afastou da personagem também. Quando a mudança de tempo se estabelece no enredo, eu ainda tinha esperança que os conflitos do passado fossem resolvidos, mas isso se deu de forma desbotada e tão pouco efetiva, que não fez o menor efeito na leitura.

A escrita da autora é o grande trunfo do livro, pois é sensível e bem estruturada e os capítulos terminavam de forma a você querer saber o que ia acontecer em seguida, mas isso não indicava que valeria a pena continuar.

Enfim, concluí a leitura em total desânimo. Quando finalizei o último parágrafo, soltei um suspiro de alívio e missão cumprida, e não de satisfação como fiz em todos os outros livros que li da autora.


Para quem nunca leu nada da Jojo Moyes, aconselho que não comece por este livro, porque ele é bem pouco envolvente e em dado momento da trama, a história é bem enrolada e chata. É um livro que traz alguns pontos que me incomodam muito em livros contemporâneos, como por exemplo, a disputa de um homem por melhores amigas. Esse é o tipo de tema que me faz ter uma preguiça infinita para com a narrativa.

A ambientação é interessante e a descrição do litoral inglês é bem feita, mas claro que o cenário não é capaz de sustentar uma história e nem isso me deixou impressionada com o enredo.

Enfim, estava super animada, mas a leitura não me fez feliz. Se você como eu, é fã da autora e ainda não leu este livro, saiba que nele podemos perceber o quanto a escrita dela evoluiu e isso é claro, um excelente motivo para o livro ser lido. Mas é necessário dosar a expectativa.


Um pouco sobre a autora: Jojo Moyes nasceu em 1969 e cresceu em Londres.Trabalhou como jornalista por dez anos, nove deles no jornal The Independent, de onde saiu em 2002 para se dedicar integralmente à carreira de escritora. Como eu era antes de você, seu romance de maior sucesso, vendeu quase oito milhões de exemplares em todo o mundo, ocupou o topo da lista de mais vendidos em nove países e foi adaptado para o cinema, estrelado por Sam Claflin (Jogos Vorazes)e Emilia Clarke (Game of Thrones). Uma das poucas escritoras no mundo a ter emplacado três livros ao mesmo tempo na lista de mais vendidos do The New York Times, Jojo mora em Essex com o marido e os três filhos. Alguns dos seus livros publicados no Brasil são:
  • A Casa das Marés
  • A Garota que Você Deixou Para Trás
  • A Última Carta de Amor
  • Baía da Esperança
  • Como eu Era antes de Você
  • Depois de Você
  • Em Busca de Abrigo
  • Nada Mais a Perder
  • O Navio das Noivas
  • O Som do Amor
  • Paris Para Dois
  • Um Mais Um

Comentários
17 Comentários

17 comentários:

  1. Oi Ivi tudo bem?

    Eu amei sua resenha. Uma pena que você não tenha conseguido se conectar com nenhum dos personagens porque realmente a premissa desse livro é ótima, e esse livro e Ao Som do Amor foram os únicos livros da Jojo que ainda não li.

    Beijos
    Blog Tell Me a Book

    ResponderExcluir
  2. Oi Ivi,
    Eu amo a Jojo, apesar de ter lido poucos livros dela. Fiquei bem decepcionada com sua decepção. É uma droga quando um livro não nos envolve e não agrada, ainda mais quando as expectativas estão tão altas!
    As personagens, pela sua resenha, não me cativara, sabe?
    Acho que vou passar a dica, pelo menos, por enquanto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Uma pena a leitura não ter satisfeito suas expectativas, eu confesso que gosto da escrita da autora, mas a falta de novidade visual tem me feito ficar de fora dos lançamentos, acho que a editora precisa inovar um pouquinho, tenho a impressão que usam uma forma para fazer a diagramação do livro.
    Talvéz esteja perdendo grandes histórias por me prender a capa, mas por enquanto passo a dica.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Ivi!
    Realmente, você não é a única que não curtiu a leitura. Algumas amigas também não curtiram tanto assim, talvez por ser um dos primeiros livros da Jojo. Meio que dá pra perceber a evolução da escrita da autora. Acho que essa dica eu passo e vou focar nos livros mais atuais dela.
    Bjos!
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  5. Oiiii,

    Ainda não li nada da Jojo, mas tenho curiosidade, então obrigado por avisar pra não começar por este kkkk É muito frustrante quando a gente espera de mais de um livro por ser de um autor preferido e o livro acaba decepcionando (senti isso com Morte Súbita da J.K) e detesto livros que parecem que a história só se arrasta pro final. Pena que o livro não foi isso tudo o que você esperava, acho que é a pior sensação quando a gentes espera de mais de uma história.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  6. Oi.
    Da autora eu li somente como eu era antes de você e depois de você.
    E, apesar de ter gostado muito da leitura, agora eu meio que fujo dos livros dela porque não estou com vontade de dramas pesados.
    Ainda pretendo me arriscar em outros livros da autora, mas não no momento.
    Adorei a sinceridade da resenha e eu realmente vou escolher outro livro da autora antes desse.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Olá, eu nunca li nada dessa autora, e eu quero muito vou ver se começo por esse. Amei a resenha me deixou muito curiosa

    ResponderExcluir
  8. Ivi,

    eu queria muito me afeiçoar a autora, mas eu não consegui terminar uma obra dela depois de Quem eu era antes de você. Apesar de ter achado a premissa interessante, vou acabar deixando passar, haha, acho que só se eu ganhar de presente leria. Enfim, sua resenha muito boa. O ponto que disse sobre a personagem ser auto depreciativa, foi muito bom para entender melhor a história.

    beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ola Ivi,

    Poxa, é tão ruim quando a gente se decepciona com algo que esperava demais!Ainda nao tive a oportunidade de ler nenhum livro da autora, estou me sentindo uma et por conta disso, mas em breve irei ler e definitivamente não começarei por ele haha
    Mas sabe de um ponto? É tão bom ver que os autores que hoje sao famosos, lá atrás pecavam como os atuais iniciantes.

    beijos
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bom?

    É ruim quando temos expectativas em um livro e estas não foram alcançadas. Mas eu posso entender nesse caso, já que a Jojo é uma das suas autoras favoritas e, sendo o primeiro livro dela, não seja tão bom assim como os posteriores. Como eu nunca li nada dela, vou atentar a sua dica e não começar por essa obra, já que eu acabarei me entediando e me desestimulando para ler os outros livros dela. Porém, parece ser bem interessante essa ambientação no litoral inglês, além de se passar em duas épocas distintas.

    Enfim, adorei a resenha, obrigada pela dica :)
    Abraços.

    https://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Ivi,
    eu devo ser a única leitora do mundo que nunca leu nada dessa autora, até comecei a ler "Como eu era antes de você" quando a história estava no auge, mas não cheguei a finalizá-lo. Depois disso até tentei ler "O navio das noivas" mas a trama não me prendeu, acabei dando um tempo dos livros da autora e quando um dia eu for dar uma nova chance seguirei sua dica e não pegarei esse de cara.

    Abraços!
    Nosso Mundo Literário

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Eu morro de vontade de dar uma segunda chance pra Jojo, mas confesso que morro de preguiça hahahaha
    Já tentei ler A garota que você deixou pra trás e morri de tédio, e desde então nunca mais nem passei perto de seus livros.
    Esse então é um que me interessaria pela capa e sinopse, mas pelo jeito é outro que não vou gostar também

    ResponderExcluir
  13. Nunca li nenhuma obra da autora porque não me identifico muito com as histórias dela... mas estou decidida a dar chance a novas experiências literárias no próximo ano. Sair um pouco da minha zona de conforto. Então, vai que numa dessas pego um dos livro da autora e acabo gostando! Mas por enquanto vou deixar de lado.

    http://anneandcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Nunca li nada da Jojo. E o que chamou minha atenção nesse enredo foram os períodos temporais, gosto de histórias ambientadas no pós guerra. E mesmo o enredo não tendo superado suas expectativas, vou dar uma chance.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi menina, tudo bem? Acredita que tenho 1 livro dela e ainda não li. Por falta de tempo mesmo, esse ano tô muito enrolada com o trabalho estudos. Mas sempre vejo muitas pessoas falando bem dos livros dela. Expectativas altas normalmente geram decepções, e isso é mega chato. E dificilmente um autor é constante em todas as obras, é bem comum livro excelente e outro nem tanto. Mas a dica que deu é boa.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  16. Olá, eu ainda não li nenhum livro dessa autora, e quero começar com esse pois fiquei muito curiosa e interessada na história

    ResponderExcluir
  17. Oi! Eu não me atraio por nenhum livro da autora, simplesmente não me agrada a leitura, apesar de ter diferenciais como as outras obras no momento não chegaria a ler nenhum deles.
    Este tu bem disse que seria um ótimo livro se fosse mais bem estruturado, com personagens desenvolvidos e que atraem ainda mais o leitor, mas a autora deixou a desejar então será um a menos na lista pra não ler. Qual da Jojo tu recomendaria para mim? Dando uma chance em 2018 leria um dela pra ver se gostava.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014