0

Samantha Sweet, A Executiva do Lar (Sophie Kinsella)

Ficha Técnica:
Nome Original: The Undomestic Goddess
Autora: Sophie Kinsella
Tradução: Alves Calado
País de Origem: Inglaterra
Número de Páginas: 514
Ano de Lançamento: 2008
ISBN: 978-85-7749-489-2
Editora: Record

Esse livro foi indicação para cumprir o último item do desafio literário de um grupo do qual participo, que é sobre uma comédia. Já conhecia a autora por Fiquei Com Seu Número, então comecei a leitura na expectativa de boas risadas.

Samantha Sweet é uma advogada super dedicada, com ritmo de trabalho louco em que descreve suas atividades a cada 6 minutos. Seu melhor amigo é Guy, também companheiro de trabalho. Ela deseja ser sócia do escritório e sua mãe sempre a aconselha que trabalhe ainda mais para provar sua competência.
“Tudo o que valorizei foi destruído. E ainda me sinto ferida. Mas ao mesmo tempo.. me sinto mais viva com mais possibilidades do que nunca”
Prestes a se tornar sócia, Samantha comete um erro grave no trabalho e se desespera, sai sem rumo e toca a campainha da casa de Trish e Eddie, que solicitaram uma empregada doméstica a uma agência e entendem que Samantha é a funcionária enviada a eles. O único problema é que ela não entende nada de tarefas domésticas, o que rende vários momentos divertidos e inusitados:  ela decide fazer reverências aos patrões e promete jantar sofisticado mesmo sem saber nem ligar o fogão.

Nathaniel, o jardineiro da casa, percebe sua falta de habilidade e propõe que Samantha tenha aulas com a mãe dele sobre tarefas básicas como cozinhar ou passar roupas. Como era de se esperar, Samantha e Nathaniel se envolvem, mas segredos e omissões em todos os sentidos podem afetar o relacionamento entre eles, que são bem parecidos em certos aspectos mesmo tendo estilos de vida totalmente diferentes.

A vida simples na cidade em que Nathaniel vive e as atitudes de sua mãe nos levam a perceber a importância da amizade e dos pequenos gestos, como a festa de aniversário cheia de carinho feita para Samantha, ainda recém-chegada à casa de Trish. Por meio do conflito entre ser o que desejar X ser o que todos (família e sociedade) esperam, o livro demonstra capacidade de adaptação, aprendizado e coragem, além de inteligência e persistência para provar aquilo no que se acredita e ter a possibilidade de tomar as próprias decisões.
“Não se critique por não saber todas as respostas. Nem sempre sabemos quem somos. Não é preciso ter o quadro geral, nem saber para onde estamos indo. Algumas vezes basta saber o que vamos fazer em seguida”.
No início, o livro é muito divertido, cumpre bem o item para o qual decidi lê-lo, mas em determinado momento, a história ganha ar tenso pelos fatos omitidos entre o casal protagonista, o que não me agradou muito. Reconheço que na metade da história, já sentia falta de trechos divertidos como aqueles relatados nas primeiras páginas. A mensagem final é de confiança em si mesmo e determinação, apesar das circunstâncias da vida e dificuldades, além da certeza de que tudo sempre pode mudar. Gostei, mas esperava mais!


Um pouco sobre a autora: Sophie Kinsella nasceu em Londres, 12 de dezembro de 1969. Foi uma jornalista de economia, com especialização na área financeira e hoje tem uma sólida carreira como escritora. Alguns dos seus livros publicados no Brasil são:
  • Os Delírios de Consumo de Becky Bloom (2000)
  • Becky Bloom - Delírios de Consumo na 5ª Avenida (2001)
  • As Listas de Casamento de Becky Bloom (2001)
  • O Segredo de Emma Corrigan (2003)
  • A Irmã de Becky Bloom (2004)
  • Samantha Sweet, Executiva do Lar (2005)
  • O Chá-de-Bebê de Becky Bloom (2007)
  • Lembra de mim? (2008)
  • Menina de Vinte (2010)
  • Mini Becky Bloom: Tal Mãe, Tal Filha (2011)
  • Fiquei com seu número (2012)
  • Lua De Mel (2013)
  • A Procura de Audrey (2014)
  • Becky Bloom em Hollywood (2015)
  • Minha Vida (Não Tão) Perfeita

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014