18

Assisti Mas Não Li #1 Amor Além da Vida



Oi gente que ama livros!

Hoje vamos começar uma nova coluna, Assisti Mas Não Li, que tem por objetivo compartilhar com vocês a minha impressão sobre algumas adaptações de obras literárias que eu ainda não tive a oportunidade de ler.

E para abrir a coluna, minha primeira escolha é Amor Além da Vida, filme de 1998, estrelado pelo meu sempre amado e inesquecível Robin Willians, que foi adaptado do livro What Dreams May Come escrito pelo Richard Matheson, e que no Brasil recebeu o mesmo nome do filme, sendo publicado apenas após o sucesso nos cinemas.

Sinopse do filme: Chris Nielsen (Robin Williams), Annie (Annabella Sciorra), sua esposa, e os filhos do casal fazem uma família feliz. Mas os jovens morrem em um acidente e o casal é bastante afetado, principalmente Annie. No entanto, eles superam a morte dos filhos e conseguem levar suas vidas adiante, mas quatro anos depois é a vez de Chris morrer em um acidente e ser mandado para o Paraíso. Mas não um Céu com arcanjos e harpas, pois lá cada um tem um universo particular e o dele é uma pintura (sua mulher coordenava uma galeria de arte). Enquanto tenta entender o “Paraíso”, onde tudo pode acontecer, bastando que apenas deseje realmente, Chris fica sabendo que Annie, dominada pela dor, comete suicídio. Assim, ele nunca poderá encontrá-la, pois os suicidas são mandados para outro lugar. Mesmo assim decide tentar achá-la, apesar de ser avisado que mesmo que a encontre, ela nunca o reconhecerá.

Minhas impressões sobre o filme:

Eu assisti a este filme quando ele chegou aos cinemas em fevereiro de 1999. Aquela foi a época em que eu não precisava saber a sinopse do filme, desde que ele tivesse Robin Willians no elenco, eu sabia que o filme me agradaria e dessa forma, posso dizer, mesmo tanto tempo depois daquela primeira vez que conferi a adaptação, que foi um filme emocionante. Assisti ao filme outras vezes ao longo destes anos, mas ainda trago na memória a lembrança dos efeitos visuais usados e como de uma maneira geral, o filme me agradou, mesmo eu não gostando do tema.


O filme, como o nome deixa bem explícito, fala sobre a força que o amor possui, ainda que a morte tente interrompê-lo. Traz um casal apaixonado, tentando superar a morte dos filhos e resultando no suicídio da mãe, como prova que ela jamais aguentaria viver sem eles. Traz um marido que quando morre, mesmo em outro plano de existência, vai tentar reencontrar a esposa e se depara com um desafio grande, porque além dele ter que abrir mão do lugar onde ele se encontra – de tranquilidade e descanso – corre o risco de encontrar a esposa e ela não saber quem ele é.

O filme é muito dramático. Com tantas perdas, ficaria ridículo não ser. Mas sem dúvida o que encanta no enredo é a fotografia maravilhosa. O céu concebido pela produção do filme e eu acredito, que pelo autor também, se trata de um lugar muito colorido e cheio de vida, o que pode ser até irônico. Robin Willians que sempre nos arranca gargalhadas, neste filme aqui, nos emocionará com um amor que realmente vai além da vida e da morte.


Eu particularmente não acredito em vida após a morte, mas, ainda assim, o filme me tocou bastante e sempre que tenho a oportunidade de assistir, me emociono outra vez.

Em função de ter gostado do filme, tenho uma curiosidade imensa em conferir a narrativa original. Acredito que o livro pode ter sobre mim um efeito ainda mais forte e como eu gosto muito de histórias assim, sei que a leitura agregará bastante.

Espero que vocês tenham gostado da nova coluna e deixem nos comentários se já assistiram ao filme ou leram o livro. Estou muito animada em trocar as impressões com vocês.

Beijos 
Comentários
18 Comentários

18 comentários:

  1. Oie, tudo bom?
    Adorei a coluna!
    Eu ainda não assisti nenhuma obra adptada antes do livro, então não teria como escrever sobre! Mas adorei suas impressões!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Gostei bastante da coluna!Quando se trata de adaptações de livros que já li, há muitas chances de que eu não vá nem sequer assistir, porque algo me diz que não vai ser tão fiel quanto e sempre vai ficar um pedacinho daquilo que amei pra trás haha. Já se eu conhecer a adaptação primeiro, eu com certeza leio o livro, ainda mais se eu já gostei da adaptação, pois eu sei que vou amar ainda mais a narrativa XD
    Não cheguei a ver esse filme, mas eu achei bem interessante o enredo, me pareceu bem comovente. E também sempre gostei do Robin Willians, então acredito que seja mesmo um ótimo filme!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Nusss adorei o post. Assisti esse filme duas vezes, e na última, demorei para lembrar o nome. É um filme que de alguma forma me marcou bastante e várias cenas ainda permanecem em minha memória. Também não li o livro e nem sabia que era baseado em um. Adoraria ler também. Muito legal sua coluna, super original.

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o filme, mas tendo Robin Williams dá até vontade de assistir. E gostei ainda mais do fato de você não acreditar em vida após a morte, e o filme ter te tocado bastante, e isso significa que vale a pena eu dar uma chance a ele.
    Obrigada pela dica!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  5. Não li nem assisti nenhum, gostei do que escreveu, preciso providenciar isso haha

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  6. Olá Ivi,
    Eu sei da sua não-crença em Deus e fiquei surpresa quando vi que você estava falando desse filme. Eu o assisti ano passado e curti muito, apesar de ter achado dramático demais pro meu gosto. Fiquei contente por, mesmo você não acreditando, essa história ter te surpreendido.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  7. EU já vi esse filme, mas nunca parei pra prestar atenção nele. E nem sabia que tinha filme. Vou ver se assisto pra valer pra ver se gosto.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
  8. Oie!

    Não sabia que tinha filme desse livro, já vi a capa da obra bastante por ai, mas nunca cheguei a lê-la, mas o filme despertou meu interesse e espero gostar bastante quando tiver a oportunidade de assisti-lo, ainda mais com o Robin no elenco!


    Bjss, vem participar do nosso sorteio serão três ganhadores, valendo um livro Fuck Love, um livro surpresa + um kit de mimos não perca a oportunidade! http://resenhasteen.blogspot.com.br/2017/08/sorteio-do-desapego-3-ganhadores.html

    ResponderExcluir
  9. Oi Ivi, ainda não tive a oportunidade de assistir o filme e nem ler o livro, mas pelo seu post fiquei encantada com a história e muito curiosa para saber se ele consegue reencontrar a esposa.

    Também adoro os filmes do Robin Williams os filmes deles são sensacionais, ele pra mim sempre será um dos melhores atores e foi uma perda muito grande para o cinema.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oii
    Não lembro se já assisti a este filme ou não. Se já passou na sessão da tarde até 2006 mais ou menos é possível que eu tenha visto. hehehe
    Já conheci vários livros ótimos após assistir aos filmes e descobrir que eram baseados em livros (como por exemplo meu amado Jogos Vorazes), dentre outros.
    Espero que você realmente faça a leitura do livro, com certeza vai te surpreender.

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
  11. Já assisti ao filme, mas não lembrava dele. Quando o assisti gostei bastante. Não me recordo hoje em dia de seus por menores, mas gostei de lembrar que ele existe. Não sabia e se sabia havia me esquecido de que ele é uma adaptação literária rs E, parabéns pela coluna, bem interessante. Bexitus!

    ResponderExcluir
  12. Olá!Tudo bem?
    Nunca tinha lido nada sobre esse filme,parece muito lindo e dramático.
    Também irei procurar sobre o livro,adorei conhecer esse filme.
    Espero sucesso com essa nova coluna.
    Bjs

    ResponderExcluir
  13. Oie..
    Eu ainda não conhecia a obra nem o filme, mas, fiquei bastante interessada na leitura. Diferente de você, acredito em Deus e em vida após a morte, então, acredito que a obra irá me emocionar bastante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem?
    Amo esse livro, amo esse filme, Robin encarou muito bem o personagem e apesar de não ser tão fiel a obra, o filme ficou muito amor!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ivi!
    Ainda não li o livro e nem vi o filme! Gosto de filmes e livros do gênero, mas confesso que sou bem sensível para histórias que pensam mais no drama e emoção. Como não li o livro, vou anotar a dica e começar pelo filme sempre prefiro ver o filme primeiro.

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  16. Olá!!

    Não conhecia esse filme (pode acreditar), mas como não é algo que eu assita geralmente é até normal, enfim adorei a nova coluna e sua forma de se expressar, espero que após a leitura sua impressão sobre a história continue positiva.

    Beijos e sucesso!!

    ResponderExcluir
  17. Oi.
    Tem muitos filmes que assisti mas não li o livro. Já tinha visto esse filme, na verdade, conheço a capa. Ainda não vi, nem sei direito sobre o que era até agora. E também nem sabia que tinha um livro. Não sei se o veria agora que conheci mais sobre o filme. A história gira em torno de um assunto que não me agrada muito. Vou passar a dica dessa vez.

    ResponderExcluir
  18. Quando assisti esse filme pela primeira vez, meus pensamentos entraram em colapso, huahuha!

    Sou dessas que, quando lê ou vê algo incrível, fica matutanto várias teorias. Quando assisti Matrix então... Quase surtei!

    Enfim, esse também faz parte da minha lista vi mas não li. Tenho vontade de le-lo, mas também tenho medo de que vá estragar minha imagem do filme! Raro caso né?

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014