24

Uma Questão de Fé (Jodi Picoult)

Ficha Técnica:
Nome Original: Keeping Faith
Autora: Jodi Picoult
 País de Origem: Estados Unidos
Tradução: Pedro Barros
Número de Páginas: 424
Ano de Lançamento: 2006
ISBN-13: 9788576653707
Editora: Planeta de Livros Brasil

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 38º livro lido em 2017 e foi Uma Questão de Fé (Jodi Picoult). Não é segredo pra ninguém que eu sou muito fã desta autora e este livro é um dos poucos que eu ainda não tinha conseguido encaixar a leitura, então, chegou o momento de conhecer esta história e eu me joguei na narrativa.

O livro nos traz a Faith, uma garotinha de 7 anos que após flagrar o pai com a amante, começa a ter algumas peculiaridades: ela começa a ter a companhia de uma amiga imaginária que se intitula ser Deus e Faith passa a realizar milagres e a apresentar estigmas, ou seja, ter os mesmos ferimentos que Jesus Cristo teve. Acontece que Faith é de uma família judia não praticante e muitas coisas que ela diz ouvir a amiga imaginária falar, ela nunca teve acesso. Sua mãe Mariah acredita nela e algumas pessoas ao redor, também, porém isso dá início a uma grande confusão com muitos desdobramentos.


Pra começar, quando as pessoas ficam sabendo dos milagres de Faith, começam a assediá-la e uma multidão de devotos se instala no seu quintal. Depois, um famoso ateu, Ian Fletcher, conhecido por seu programa de TV que desacredita religiosos, quer provar a todo custo que a menina é uma fraude e em função de toda esta repercussão, o pai de Faith reivindica a guarda da menina porque acredita que é a mãe dela é emocionalmente instável para cuidar da filha.

O livro então ira se desenvolver sobre todas estas problemáticas e aos poucos vamos conhecendo os personagens da trama, amando e odiando, defendendo e acusando, cada um deles.


Mais uma vez, a autora traz um enredo em que toda a situação é explanada na sua frente e argumenta cada ponto de vista com muita propriedade, dando ao leitor uma visão de 360 graus da história e assim, conseguimos criar as nossas próprias opiniões sobre o tema e os personagens. Porém, em função do tema ser a fé e abordar a religião, eu me senti bem desconectada do enredo.  Eu não acredito em Deus e sou uma critica voraz da exploração da fé em religiões institucionalizadas, por isso, a questão dos milagres de Faith não me interessaram e eu só queria saber se a Mariah perderia ou não a guarda da filha, o que na trama, acabou por não ser exatamente um assunto importante.


Os personagens são extremamente envolventes. Mariah é uma mãe comum, insegura, mas que ama a filha acima de qualquer coisa. A avó de Faith, Millie, é adorável, sincera, e defende a filha e a neta com todas as suas forças. Ian é um cínico, mas um cínico maravilhoso e por ele ser ateu, foi o personagem com quem mais me identifiquei. Colin, o pai de Faith, é um verdadeiro idiota e a cada capítulo focado nele, eu mais o desprezava.

Mas independente do sentimentos que os personagens despertavam em mim, eu valorizava mais a trama, porque mesmo sendo um assunto que eu acho ser inútil, a trama toda se segurou nas pessoas que a fizeram rodar.

A maneira como a Jodi conta as suas histórias e a forma como ela é original em trazer seus temas, ainda me enfeitiça. É muito interessante em como ela faz com que a gente defenda ou condene determinado personagem, quase no mesmo parágrafo e isso é muito bem feito.


Recomendo o livro para quem gosta de drama e tem um bom conhecimento sobre a fé cristã. O livro aborda alguns trechos bíblicos, sem a pretensão de doutrinar, mas como conteúdo cultual mesmo, o que achei interessante. Porém é necessário ter uma mente aberta quanto ás conclusões de uma maneira geral.

Foi uma boa leitura.


Um pouco sobre a autora: Jodi Picoult nasceu e cresceu em Long Island. Estudou Inglês e escrita criativa na Universidade de Princeton e publicou dois contos na revista Seventeen enquanto ainda era estudante. O seu espírito realista e a necessidade de pagar a renda levaram Jodi Picoult a ter uma série de empregos diferentes depois de se formar: trabalhou numa corretora, foi copywriter numa agência de publicidade, trabalhou numa editora e foi professora de inglês. Hoje ela é autora de alguns best sellers e emociona o mundo com suas histórias. Alguns de seus livros publicados no Brasil são: 
Dezenove Minutos (Resenha AQUI)
O Pacto (Resenha AQUI)
O Filme Perfeito (Resenha AQUI)
A Guardiã da Minha Irmã (Resenha AQUI)
A Menina de Vidro (Resenha AQUI)
Piedade (Resenha AQUI)
Um Mundo À Parte (Resenha AQUI)
A Menina Que Contava Histórias (Resenha AQUI)
Coração de Mãe (Resenha AQUI)
Vozes do Coração
Uma Questão de Fé
Comentários
24 Comentários

24 comentários:

  1. Oi Ivi,
    Então eu gosto muito da escrita da Jodi Picout, pelo menos todos os livros que li dela me surpreenderam bastante, e acredito que quem curte drama, o estilo dela é incrível. Eu ainda não tinha lido nada a respeito deste título, mas fiquei bem motivada depois de ler suas impressões.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Confesso que não conhecia essa autora ainda, mas acho que não começarei por esse livro. Apesar de ter gostado da descrição dos personagens e ter ficado um pouco curiosa para saber o que acontece com a menina e a mãe, não é um estilo de leitura que me agrade.
    Eu tenho muita fé em Deus, mas não tenho uma religião definida e nunca me interessei por obras que discutam o assunto.
    De qualquer forma, fico feliz de saber que, mesmo não tendo interesse na história do livro, os personagens sustentaram a trama e fizeram você gostar da leitura. Desta vez vou passar a dica, mas adorei a resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro nem a autora, porem adorei saber do tema, que não é sempre abordado... Apesar de não me interessar nessa narrativa em especial, achei bacana. Não sei se teria paciência para ler, mas parabéns pela resenha e obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  4. Oi. :)
    Nunca li nada dessa autora, mas me pareceu um enredo bem interessante.
    Apesar do tema abordado não me agradar muito, não vou mentir que fiquei curiosa pra saber como tudo isso vai terminar. Um ateu no meio de tantos estigmas, um pai mal caráter, uma mãe que pode perder a filha... é realmente uma trama bem intrigante e desperta a curiosidade.
    Parabéns pela resenha.
    As Meninas Que Leem Livros - Lauri Brandão
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Olá
    Não conheço a autora e não conhecia esse livro, achei interessante por abordar a fé cristã, já que muitas vezes temos preguiça de livros assim. Não sou religiosa mas sempre que surge a oportunidade gosto de ler livros que abordem a religião, acho interessante a capacidade do autor de mostrar em uma história em que a religião está presente mas sem o intúito de doutrinar o leitor.
    Abraços.

    http://livrosagogo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Ivi,
    eu fiquei super curiosa para saber a explicação final para o que estava acontecendo com a garota. Eu sou evangélica, mas não sou fanática, tenho muita fé em Deus, mas não compro tudo que o homem apresenta. Gosto de tirar minhas próprias conclusões a cerca de tudo, sendo assim tudo em que acredito hoje, foi estudado e analisado por mim, não me deixo influenciar por ninguém e também não tento fazê-lo aos outros. Sou cristã porque creio e pratico o evangelho, mas não sou influenciadora, então sim, acredito que o que a menina estava passando poderia ser algum milagre, mas não cegamente, espero poder ler e entender por conta própria o real sentido de tudo. Não conhecia o livro e adorei a dica e os questionamentos nele abordado.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Eu não sou muito religiosa, então logo de cara esse livro não chamou minha atenção, mas pelo que você disse, é bem interessante pra ser lido com a mente aberta, então quem sabe eu não dê uma chance? Já li um livro assim, e embora eu não tenha achado que ia gostar, acabei me surpreender. E é ótimo saber que não tem a intenção de doutrinar.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Então, o tema abordado no livro realmente não atrai a minha atenção, religião, fé cristã e etc. Não é um livro que eu pararia tudo para ler. Pela sua resenha dá pra ver que tem muito assunto por trás, muito "drama" como você citou, mas mesmo assim não é pra mim, ainda mais depois de você citar que Colin, o pai da Faith, é um idiota. Enfim, de qualquer forma, a sua resenha está linda. Obrigada por nos apresentar o livro ♥
    Um beijo

    ResponderExcluir
  9. Oie! Tudo bem?

    Infelizmente não é um livro que faz muito a minha cabeça, principalmente pelo gênero, mas fico feliz que tenha gostado da leitura! Tenho certeza que para quem gosta será uma ótima leitura!

    Bjss

    ResponderExcluir
  10. Oieee Ivi, tudo bem?

    Bom eu não sou muito fã de livros que abordam esse tema de religiosidade, mas confesso que ao ler toda sua resenha achei um livro super interessante principalmente por envolver uma menininha de 7 anos! Coloquei ele na minha lista e estou super curiosa para conhecer essa história. Parece ser fascinante!

    bjus

    ResponderExcluir
  11. Olá Ivi,
    Diferente, de você, acredito muito em Deus, mas Ele sendo um ser de pura luz que está ali para iluminar minha vida e não capaz de permitir os outros fazerem milagres, então, ler esse livro, traria a sensação de que esses milagres estão errados e acho que, de certa forma, buscaria como você o que aconteceria com a mãe dela, se ela ficaria, ou não, com a guarda.
    Acho que vou anotar a dica desse livro para obter respostas que rondam minha mente.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá!

    Eu não gosto muito de livros que abordam assuntos religiosos, salvo "A Cabana" que gostei muito, nunca li nada da autora mas por ser uma das suas favoritas fiquei bem curiosa sobre as obras dela, vou ler as outras resenhas!

    Eu acredito muito em Deus, porém não tenho uma religião especifica então sempre questiono muito as coisas e acho que os seus questionamentos são os mesmos que o meu, talvez um dia eu leia esse livro! Obrigada pela dica!

    Beijos
    Jess
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Assim como você não sou muito fã de livros que envolvam religão, por ser ateia q não acreditar em um deus acredito que a trama não me envolveria tanto.
    Mas achei bastante interessante a trama ao redor de Faith, sobre esses milagres e toda a multidão que envolve a garota.

    ResponderExcluir
  14. Achei a premissa bem diferente e o personagem principal ser criança é bem legal, a capa é ótima também! Achei interessante você mencionar que o livro é abordado sobre todos os pontos de vistas, sempre temos uma visão melhor sobre isso e gostei bastante, um ponto positivo. Além disso sua resenha ficou muito boa, soube descrever bem suas impressões!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ivi

    Nunca li nada da autora e acho que não começaria por esse livro. Eu acredito em Deus, e não na religião. Eu me identifico mais com a fé católica, mas acredito que a religião foi um dos grandes males da humanidade. Algo que deveria nos unir cada vez mais é motivo de ódio e divisão.
    E outra coisa que fez com que eu não me interessasse foi a menininha... ela é muito novinha e nesse contexto acho que eu não iria curtir.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oie!
    Nossa, eu adoro essa autora!
    Ainda não li todos os livros da autora, mas os poucos que li, adorei a narrativa e sempre tem uma história emocionante, delicada, e que me leva a emoção.
    Adorei essa dica, e agora preciso conferir o livro!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  17. Oi Ivi,
    Quanta resenha da autora por aqui, hein! Hahah
    Não é um gênero que leio com frequência, mas sempre que posso, leio algo sobre. Achei bem interessante a trama que o livro traz, geralmente histórias com teor religioso seguem o outro lado, mais no estilo auto-ajuda, e me surpreendeu a maneira que a autora escolheu para acordar o tema. Foi isso que me fez ficar curiosa à respeito e pretendo ter a oportunidade de ler mais à frente.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  18. Olá Ivi ! Achei a história bem interessante, mas apesar de acreditar em Deus e seguir meus princípios religiosos , não acho que seria um livro que eu gostaria de ler . Quem sabe algum dia ele não acabe na minha lista de leitura. Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi Ivi!

    Eu não conhecia a autora e nem sua obra, mas achei tudo muito curioso. Não sou de ler muitos livros com temas religiosos, acho que o único que li foi A Cabana e preciso dizer que a experiência foi maravilhosa.
    Achei a trama deste livro trago por você muito interessante e delicada também. A descrição que você fez dos personagens me agradou muito e estou curiosa para saber como a autora fechou essa questão do milagres realizados pela Faith. Obrigada pela dica!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  20. Já ouvi falar bastante coisas ótimas sobre essa autora, mas nunca tive curiosidade de ler nada da mesma.
    Assim como você eu sou ateia então penso que esse não seria um livro que eu faria questão de ler, já que a parte que poderia realmente me interessas não é focada.

    ResponderExcluir
  21. Oi! Nunca li nada da autora e fiquei bem curiosa por ela ser sua favorita. Gostei de saber que apesar de você não ser ligada em religião ainda sim é uma obra que você recomenda. Como eu acredito bastante em Deus e todas essas coisas acredito que me envolverei mais na leitura... Mas não sou muito disso de explorarem alguém sendo equiparado a Jesus, mas vamos ver... Não to com tempo para ler por agora, mas deixarei anotado para ler no futuro!
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não costumo ler livros que abordem temas religiosos e a fé, mas eu gosto de histórias assim, por essa razão fiquei bem animada com a sua dica. Achei interessante a premissa dessa história e a mãe parece ser uma personagem bem cativante, sem contar que por eu acreditar em Deus creio que irei me envolver mais com a história. Enfim, gostei bastante da resenha e vou marcar a dica.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  23. Oiee Ivi ^^
    Eu não sigo nenhuma religião, mas até gosto de conhecê-las, principalmente as "menos conhecidas", então a cristã não me atrai muito...hehe' Ainda não conhecia esse livro, mas confesso que não me chamou muito a atenção, principalmente depois de ler a sua resenha e ver que o foco do livro foi para um lado que não me agradaria muito :/
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  24. Conheço essa autora apenas de nome, o livro parece ser muito interessante... Mas senti falta da sinopse ><

    Também não gosto de religião, não sou ateia propriamente dito... Mas não gosto das religiões que temos disponíveis hoje. Fico feliz que dê para explorar o livro de outras formas, enquanto relações familiares!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014