12

Uma Luz Súbita (Garth Stein)

Ficha Técnica:
Nome Original: A Sudden Ligth
Autor: Garth Stein
País de Origem: Estados Unidos
Tradução: David Agne
Número de Páginas: 336
Ano de Lançamento: 2015
ISBN-13: 9788565530897
Editora: Paralela
SKOOB | GOODREADS

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 26º livro lido em 2017 e foi Uma Luz Súbita (Garth Stein). Eu não lembro exatamente onde vi a indicação deste livro, mas procurando algo para cumprir um dos desafios do Desafio Literário 2017, encaixei esta leitura aqui.


O livro nos traz o Trevor nos contando um período importante e determinante de sua vida. Ele nos faz voltar no tempo e nos leva para 1990, onde sua família está passando por um período de crise. Seu pai, Jones, que já foi muito bem-sucedido nos negócios, foi a falência e até a casa em que morava com a esposa e com o filho, foi perdida. Seu casamento está em colapso e a mãe de Trevor decide ir para Inglaterra enquanto Trevor e o pai vão para Seattle resolver uma questão da família dele. Acontece que o pai do Trevor, não visita a família desde que foi embora e isso tem 23 anos. Ele nunca foi de falar dos pais ou da irmã e Trevor nunca conheceu um parente paterno. 
Talvez seja isso o que vem a ser a vida — a busca por tal conexão. A busca por mágica. A busca pelo inexplicável. Não para que seja explicado, ou contido. Simplesmente para que seja sentido. Porque, nesse reconhecimento do sublime, podemos ver, por um momento, o universo inteiro na palma de nossa mão. Página 124
Ao chegar em Seattle, Trevor descobre que o avô, Samuel, está bem doentinho e apresentando alguns sintomas de Alzheimer. Ele mora om a outra filha, Serena, que parece cuidar do pai diligentemente. Trevor então descobre que o tataravô dele, foi um grande madeireiro e que muitas pessoas da região acreditam que ele foi o responsável pela evolução do país, mesmo que este progresso tenha custado muito da natureza.

A questão é que os herdeiros, Jones e Serena, querem vender a propriedade que está supervalorizada e seguir com suas vidas. Com o dinheiro da venda, os dois acreditam que podem pagar uma boa clínica para cuidar do vovô Samuel e também arrumar a vida dos dois. Jones quer o dinheiro e tentar reestruturar sua família e Serena também tem seus planos. Acontece que para vender, eles precisam de uma procuração assinada por Samuel e o tabelião não acredita que ele esteja consciente o suficiente para assinar.

Isso não é tudo, apesar de todo essa trama, que já renderia muita história, nós temos um toque sobrenatural na narrativa e um fantasma aparece para esclarecer para o Trevor, o que ninguém tem muita coragem de explicar.
Crença precisa vir de dentro, não de fora. Se você é forçado por tradição, ela nunca significou nada.” página 277
O livro foi uma leitura muito boa. Eu me envolvi no enredo de uma forma, que quando não estava lendo, estava pensando nos personagens, muito curiosa para saber o motivo verdadeiro que fez Jones ficar tanto tempo longe da família e também, muito curiosa pra entender como e qual solução seria dada para a problemática.

E ambos as respostas vieram com uma reviravolta que eu não esperava. Pra começar, o motivo que fez Jones se afastar da família, foi dilacerante. Triste demais mesmo. E o destino dado para a propriedade, embora eu imaginasse o que seria feito, não imaginei que seria pelo caminho que o autor escolheu.

O livro é narrado em primeira pessoa sob a perspectiva do Trevor e é muito fácil amá-lo. Ele é um adolescente de 14 anos, normal, apaixonado por livros e com muita vontade que seu pai e sua mãe, reatem o casamento e sejam felizes novamente. Por outro lado, conforme ele vai descobrindo o passado da família, sente que os seus sentimentos e desejos, não podem ser colocados em primeiro lugar. Jones é outro personagem humano, mesmo falido e fracassado, ele é muito consistente e você torce para que qualquer decisão, seja tomada para que ele se saia bem. Mas sem dúvida, o personagem que ganhou totalmente meu coração, foi o vovô Samuel, sua confusão, sua fragilidade, mas seu coração bom e arrependido.

O livro fala de família, amor, frustração e tem um final que me deixou muito emocionada. Em todo o tempo eu fiquei alimentando a esperança que nada poderia acontecer com o Trevor, uma vez que ele era o narrador da história e já era adulto, mas, ao mesmo tempo, o restante dos personagens são muito frágeis e você quer protegê-los de qualquer maneira.


Eu adorei a leitura. Foi um livro que me seduziu com uma narrativa fluida, inteligente e muito bem argumentada. Dançando sobre esta narrativa, temos personagens desenvolvidos com características fortes e que se destacam por atitudes e sentimentos. É um livro que entrou no meu coração e com certeza, ficará lá por muito e muito tempo.
É legal ter ideais, Trevor, quando se tem catorze anos. Mas você não pode comer ideais, não pode dormir neles, e, com certeza, eles não vão impedir que você se molhe na chuva. Então, me faça um favor de merda, e enfie suas capacidades de detecção à lá Hardy Boys noutro lugar.” página 291
Recomendo sem medo de errar para quem gosta de sagas familiares com direito a uma boa reviravolta no final. O livro é maravilhoso do começo ao fim.

Eu amei.


Um pouco sobre o autor: Garth Stein nasceu em Los Angeles. Depois de ter passado a infância em Seattle e vivido em Nova York durante dezoito anos, retornou a Seattle, onde vive com a família e o cão, Comet. Bacharel e mestre em belas-artes pela Columbia University, trabalhou como documentarista por muitos anos. Também dirigiu, produziu e co-produziu filmes, muitos dos quais foram premiados. Seus livros publicados no Brasil são:
  • Uma Luz Súbita
  • A Arte de Correr na Chuva
Comentários
12 Comentários

12 comentários:

  1. Ola
    Eu não conhecia esse título, mas só a capa me deixou bem curiosa. Gosto de discussões referente essas temáticas e suas impressões fizeram com que eu ficasse bem motivada para poder conferir também. Não tenho dúvidas de que deve ser muito emocionante mesmo!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Olá!! :)

    Eu não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura, adorei conhecer e fiquei curioso...

    Que bom que trata de tantos temas assim, que e narrado na primeira pessoa e que tem personagens fortes! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  3. Olá!! :)

    Eu nao conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura! :) Fiquei curioso...

    Bem, acho otimo que seja tao emocionante, trate tantos temas, seja narrado em primeira pessoa e que tenha personagens assim fortes! :)

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  4. Olá tudo bem? Interessante a história, com personagens e histórias intensas. É realmente um livro bem familiar como você falou, gostei da dica. Bjs
    http://fonte-da-leitura.blogspot.com.br/2017/04/resenha-nas-sombras.html?m=1

    ResponderExcluir
  5. Oiee Ivi ^^
    Já tinha visto sobre "A arte de correr na chuva", mas ainda não conhecia este livro. Parece ser interessante, principalmente por tratar de questões familiares, aparenta ser bem emocionante e reflexivo também. Gostei da premissa, e, como estou querendo ler algo que não seja um romance propriamente dito, vou anotar :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Adoro histórias com uma boa reviravolta no final, fiquei doida para conhecer cada personagem, seus defeitos e suas qualidades. Estou curiosa para saber qual foi o final para a propriedade.
    Espero sentir todas as emoções assim como você o mais breve possível.
    Beijos,Lari.
    Segredosdeumacerejeira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Ivi

    Não conhecia o livro. Fiquei bem curiosa para saber qual foi esse motivo dilacerante que fez com que ele se afastasse. Essa pegada familiar me agrada bastante e eu tava gostando bastante do enredo, achando leve, mas ao mesmo tempo importante, sabe? Só que quando você mencionou que tem uma coisa sobrenatural eu desanimei um pouco... gosto de ler histórias reais, que podem acontecer... esse lado mais fantasioso não é minha praia...

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. OOi!
    Sempre acontece isso comigo, mesmo quando não estou lendo o livro ele não sai da minha cabeça. Confesso que às vezes até gostaria de ser menos assim, pois dói. kkkkk
    Não conhecia o livro, mas fiquei bem curiosa, espero lê-lo em breve.
    Dica anotada!
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  9. Olá Ivi!
    Adorei conhecer essa obra e suas impressões sobre ela. Parece ser uma leitura repleta de sentimentos, ensinamentos e coisas boas. Estou me perguntando, agora, qual é essa reviravolta que temos no final que você falou.
    Sem sombra de dúvidas, vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Oi Ivi,
    O livro parece ser realmente uma amor. Vovô Samuel já é apaixonante só pela sua resenha e fiquei verdadeiramente curiosa com Trevor e seus motivos. Fiquei bem curiosa com a reviravolta e com certeza seria um livro para me emocionar. Adorei a dica!
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014