29

Dias Nublados (Dany Fran)

Ficha Técnica:
Autora: Dany Fran
País de Origem: Brasil
Número de Páginas: 276
Ano de Lançamento: 2015
ISBN-13: 9788567191164
Editora: Editora Empíreo
SKOOB
Compre AQUI

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 4º livro lido em 2016 e foi DIAS NUBLADOS (Dany Fran). Este livro chegou até mim pela parceria com a Editora Empíreo.


“A minha cara deixar coisas para a última hora. Mas também que chato deve ser passar a régua e ter a vida medida, calculada, programada e ajustada em valores.” página 14
O livro nos traz a Izadora, um a artista plástica vivendo um momento grandioso de sua carreira: está nos preparativos finais de sua exposição em Florença, Itália e com grandes aspirações para o futuro, porém uma série de contratempos, atrasa sua estreia e ela acaba voltando para o Brasil, a fim de passar um tempo com a família em Curitiba – PR e depois seguir de volta para o plano original e dar continuidade aos seus projetos profissionais e então, ela sofre uma perda irreparável e precisa reinventar toda sua trajetória.

A princípio, eu tive uma certa dificuldade na leitura do livro porque a narrativa em alguns pontos é bem subjetiva e valoriza bastante os sentimentos e impressões da protagonista, porém passado essa fase de ambientação com as características da narrativa da autora, a leitura fluiu suavemente até a conclusão da história.

O livro nos fala sobre sonhos, planos, esperanças e também fala da realidade que cada ser humano tem ao seu redor e que o força na maioria das vezes, se adaptar, abrir mão de desejos e esperar o momento certo para realizar seus projetos com calma e maturidade. O livro também nos conta uma história comum que poderia acontecer com você, comigo ou com qualquer outra pessoa no mundo, e isso tem uma verossimilhança grandiosa fazendo com que o leitor se identifique quase que imediatamente com as situações vividas. A abordagem familiar, as amizades, as relações de trabalho são muito caracterizadas dentro do desenvolvimento da história e isso me deu a sensação de que a autora estava me contando uma história, que a leitura do livro era uma conversa boa entre amigas.


Eu gostei demais do livro! O período em que a personagem está no Brasil, morando na capital paranaense é cheio de descrições muito legais da cidade e eu particularmente amei porque já morei em Curitiba e pude reviver mentalmente os locais citados. Sem se delongar muito, a autora descreve estes locais de forma simpática, despertando essa curiosidade no leitor e fazendo com que ele imagine estes lugares. 

Da mesma forma, ela fala sobre os sentimentos com muita humanidade. Alegria, tristeza, amor, apego e demais sensações, desfilam pelo texto da autora com elegância e intensidade. Para mim foi impossível não me conetar com a Izadora porque ela é tão comum e real que a consegui enxergar em mim mesma, nas minhas amigas, nas mulheres da minha família. O livro traz discretamente um romance que começa já nas conclusões da história, mas, ainda assim, bonito e natural.

O livro ainda traz uma arte gráfica delicada e totalmente apropriada para a história contada. Cada capítulo inicia com um galho de árvore se desfolhando ao vento de um dia nublado e a capa do livro também é um show a parte.
“Que loucura! Por que estamos sempre precisando fazer escolhas e no meio dos ganhos as torturantes renúncias? Página 110
Enfim, o livro é uma delícia! Mega recomendo para quem gosta de uma leitura sem grandes reviravoltas ou surpresas, mas, ainda assim, agrega a cada página lida. Se você busca um texto bem estruturado e uma história bem contada, com certeza encontrará neste livro. Uma escrita ágil, mas recheada de sentimentos e sensações. 

Adorei!!!


Um pouco sobre a autora: Dany Fran nasceu em Maringá, no Paraná. Jornalista, atualmente é editora do programa Caminhos do Campos, da RPC. A notícia edita suas horas e a literatura pulsa seus dias. Tem crônicas e contos publicados em antologias e e-books.  Este é o seu primeiro e único romance publicado.
Comentários
29 Comentários

29 comentários:

  1. Oi, Ivi!
    Essa é a segunda resenha que leio desse livro e difere da outra.
    Achei essa capa um tanto estranha. Não sei o que é...
    Por agora, eu não leria, mas quem sabe no futuro..
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem?
    Gostei muito da sua resenha, mas esse não seria meu tipo de leitura no momento. Como eu sempre falo, esse livro é o tipo de livro que me tira da minha zona de conforto.
    Mas a minha meta pra 2016 é começar a dar espaços para esse tipo de literatura,
    bjus

    ResponderExcluir
  3. Oi Ivy, muito interessante a resenha e até fiquei curiosa sobre o livro, mas o enredo não me pegou. Algo nele criou um certo desconforto. Pode ser a TPM que não me larga e deixa tudo com um de chateação, pode ser o fato que sou realmente chata rsrsrsrs. Vou recomendar para alguns amigos, acho que faz mais o estilo deles.

    http://conchegodasletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, estou seguindo seu blog e acabei de criar o meu, gostaria de te convidar para visitar e se quiser seguir também.
    http://leitoresapx.blogspot.com.br/
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Achei essa engraçada a capa e o título, pois o nome é " Dias Nublados" a a capa tem um tom de ensolarado pelas cores e me parece um dia de primavera.
    Gosto de livros que dão essa lição de moral e que tenha um toque de realidade, pois me faz pensar que isso pode acontecer com qualquer um de nós. Fiquei bem curiosa para saber que perda foi essa, mas não foi uma trama que me interessou. Estou em busca de outros gêneros nos momento. Mas fico feliz que essa leitura tenha te satisfeito.

    Karine || Ainda Me Livro

    ResponderExcluir
  6. Oi Ivi,
    Eu ainda não conheci ao livro , mas de cara, o título me atraiu. Lendo a sua resenha, eu percebi que o livro parece mesmo ser uma delícia de ler, gostei muito da história e fiquei super interessada em fazer essa leitura. Acho que vou gostar bastante

    ResponderExcluir
  7. Oi Ivi
    Tudo bom?
    Mesmo você demorando um pouco a se acostumar com a narrativa da autora, eu fiquei interessada em conhecer essa história e principalmente saber onque acontece para dar uma mudança na vida dela.
    Amei a resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Ola Ivi lindona mesmo com essa capa linda, a premissa em si não me agradou, gostei muito da sua resenha e os pontos destacados, como os sentimentos da protagonistas, estou em uma fase de romance e fantasia e por isso esse não seja ao momento ideal para ler, quem sabe em outro momento. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  10. OI Ivy, realmente pelo título do livro deu para imaginar algo do gênero da sua resenha. Eu já fui em Curitiba e sei que é uma cidade linda, apesar de que é meio complicado andar por lá... hahahahah. Mas acho que este livro é um ensinamento sobre as dificuldade e lidas de como sobreviver e se reinventar, certo? Acho legal estas histórias que servem como uma reflexão para a vida.

    Beijos,

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Eu não conhecia a obra, mas já sei que o trabalho da editora e confesso que fiquei bem interessado na leitura. O fato dela expor suas obras lá em Florença me deixou bem mãos curioso pois eu amo a França. Já em relação a estadia dela na capital. Fico contente que tenha te trago lembranças Boas. O que é um ponto bom essa riqueza de detalhes. Isso mostra que ela estudou bastante para começar a escreve.
    Bjks

    ResponderExcluir
  12. ADOREI conhecer esse livro por meio da sua opinião, flor. Eu sou de Curitiba e achei o máximo ter uma obra tão bem produzida e amarrada no contexto da minha cidade. É claro que anotarei a dica dessa leitura. Pareceu-me um livro bastante humano, sabe? Como se pela boa caracterização da personagem eu pudesse sentir um pouco como ela se sente. :)

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia esse livro, confesso que também nunca fui a Curitiba e seria uma boa poder conhecer o lugar somente pela escrita da autora. E o que você mencionou na sua resenha que o livro fala de sonhos, planos e esperanças me chamou muito a atenção e senti muita vontade de ler para conhecer melhor essa história. Já esta na minha lista de desejados. Muito boa a sua resenha.
    Bjss

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi, flor. Tudo bem?
    Pelo título do livro eu meio que imaginei um pouco do que se tratava, claro que não a história em si.
    Gostei de saber que a família da personagem é de Curitiba, pois é uma cidade que curto muito.
    Quando você diz que o início do livro foi um pouco difícil eu entendo, acredito que também me sentiria assim. Toda vez que o foco é muito nos sentimentos dos personagens eu tenho um pouco de dificuldades.
    bjs
    diariodeumapsicopedagoga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Eu gostei bastante da premissa desse livro, achei super interessante. Gosto de livros que tem descrições que fazem com que a gente imagine o lugar ou as pessoas. Adoro isso. Gostei também quando disse que tem um romance discreto. Odeio livros que jogam um romance na nossa cara nas primeiras páginas. Quando você fala da arte gráfica, fiquei tentando imaginar como é essa árvore se desfolhando. Gostaria que tivesse colocado uma foto.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  16. Olá, Ivi!

    Eu achei a capa desse livro bem divergente do título, será que isso tem alguma ligação com a estória?
    Eu gosto de estória sentimentais, que fazem a gente chorar e refletir, mas a premissa não me chamou a atenção, daí li sua opinião e fiquei na dúvida.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Oiee ^^
    Ainda não conhecia esse livro, mas ver que você gostou me deixou curiosa para ler. Saber que a personagem é tão real que a gente se identifica me deixou ainda mais animada, parece ser envolvente. Parece que a autora acertou então, hein? Já coloquei na listinha de desejados ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Oi!
    Fiquei feliz de conhecer melhor a história desse livro aqui, pois li em outro blog um dia desses e não entendi bolofas nenhuma.
    Gostei de você citar que o principal do livro é a realidade que a autora acrescenta a história, pois realmente um acidente que te faz mudar todos os planos da sua vida pode acontecer com qualquer um.
    Amei os temas abordados nessa obra e com certeza, se um dia eu tiver oportunidade vou ler esse livro

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  19. Olá Ivi!
    Acho que vou ter que pensar um pouco mais antes de pegar esse livro pra ler: eu amo escritores que descrevem profundamente o que o personagem sente, mas tb gosto muito de histórias com personalidade mais aventureira, um romance mais forte e que pegue boa parte do enredo... Sua resenha me passou uma calma muito boa, talvez pegaria Dias nublados num dia que eu estivesse bastante atarefada a ponto de não conseguir acabar tudo mesmo.
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia esse livro. Preciso dizer que amei a capa, parece um quadro, lindíssima! Dá vontade de ter na estante só por isso. Quanto à história, gostei da ideia de ser realista, de ao lermos acreditarmos que poderia acontecer comigo, com você ou com qualquer outra pessoa que esteja ao nosso redor.
    Isso faz o leitor pensar mais a respeito do que está ocorrendo e analisar se ele agiria ou reagiria da mesma forma. Gosto quando os focos são os sentimentos, principalmente quando os mesmos são bem fundamentados e não com dramas infundados.
    Conchego das Letras | Vamos conversar mais sobre livros?

    ResponderExcluir
  21. Quando eu li eu fiquei um pouco perdida já que gostei e ao mesmo tempo não, eu gostei das palavras usadas pela escritora, mas achei o livro um pouco puxado e enrrolando, mas minha conclusão foi que o livro é bom já que li ele em dois dias pois minha curiosidade era tanta eu já sabia mas o menos o que ira acontecer e como vc disse os contra tempos foi muito legais de se acompanhar principalmente a volt dela para o brasil.

    ResponderExcluir
  22. Oie.
    O livro é bem gostosinho de ler né?.
    Adoro quando um livro fala de sonhos, planos... voltado mais para a realidade, mas ele ser sem reviravoltas não me deixa muito atraída, mas eu entendi o tema do livro e leria sim.
    Adorei saber que a autora soube descrever bem a cidade, adoro isso.
    Enfim, amei a resenha

    ResponderExcluir
  23. Olá,

    Adorei a resenha do livro, apesar de ter grande acontecimentos parece ser de escrita simples e se preocupando mais em mostrar os sentimentos dos personagens.
    Adoro quando a escrita dos autores é tão leve que parecem estar conversando comigo. Dica anotadissima!

    Beijocas!

    www.cantinhocult.com

    ResponderExcluir
  24. A primeira coisa que observei foi a capa tão colorida em contraste com o título, que sugere tempo fechado. Aí depois percebi que as nuvens estão na parte de cima da capa. Achei- a belíssima e muito sugestiva. Já comecei a tecer mil pensamentos acerca dos motivos dessas cores na capa. Então comecei a ler a resenha e logo percebi que, talvez, as cores se devam ao fato da protagonista ser uma artista plástica (a capa até lembra uma pintura). Interessei-me bastante por essa subjetividade que você mencionou, pois gosto dessas histórias mais intimistas, que nos fazem pensar nossos sentimentos. Adorei a resenha e a dica, que já está mais do que anotada.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  25. Oi Ivi, tudo bem?

    As vezes a gente precisa de livros mais simples mesmo, e é ótimo se ver em uma história. Não tenho problemas com narrativas mais subjetivas, e gostei da mensagem que ele passa. E sempre gosto quando as ambientações dos livros são bem feitas, adoro ler um livro e poder visualizar um lugar que eu já fui, ou ter vontade de conhecer um em que não estive.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima || Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  26. Olá, tudo bem? Essa dificuldade na leitura que você teve, ela compromete o restante do livro? Exemplo: Se nessa parte da leitura você deixou espacar algo e só percebeu depois... ou ela é tipo alguns clássicos, que se você deixar escapar algo, de alguma forma você tem aquela informação perdida de algum jeito?
    Sthe - Blog
    http://leesoncre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Olá,
    Eu vi uma resenha super negativa sobre esse livro e fiquei com o é atrás. Primeiro que a capa não me chamou muita atenção. A sinopse também não e por isso fiquei um tanto desanimada. Porém, sua resenha me deixou com uma ponta de curiosidade porque você trouxe alguns aspectos que eu desconhecia. Acho que vou dar uma oportunidade a ele para tirar minhas próprias conclusões.
    Beijos,
    Delírios Literários da Snow

    ResponderExcluir
  28. Essa é a segunda resenha que leio sobre esse livro e embora a capa seja linda e você diga que a escrita é agradável e a história bem escrita não senti o desejo de fazer essa leitura. Acho que não senti conexão com essa história então por enquanto passo essa dica, quem sabe futuramente eu dê uma chance.

    Bjs, Glaucia.
    www.maisquelivros.com

    ResponderExcluir
  29. Olá

    Não conhecia o livro,gostei da premissa e da capa do livro, só lendo pra saber se ela condiz com a história, o que mais gostei foi o fato da autora usar o estado dela como cenário pra história, livros em que os personagens sofrem perdas e precisam começar de novo,geralmente são bons,porque passam uma lição bem bacana.

    Bjss

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014