12

Bang (E. K. Blair)

Ficha Técnica:
Autor: E. K. Blair
País de Origem: Estados Unidos
Editora: Kindlle
Número de Páginas: 418
Ano de Publicação: 2014
ISBN-13: 9780578141800
SKOOB

Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 74º livro lido em 2015 e foi BANG (E.K. Blair). Vi a indicação deste livro em um grupo literário e eram tantos elogios que corri para essa leitura.

A história nos traz a Nina, uma mulher casada com o Bennet, homem que ela odeia sobre todas as coisas, porém ele sequer desconfia do ódio da esposa por ele. Bennet é um empresário do ramo imobiliário mundial e Nina desfruta de todo luxo possível que esse casamento é capaz de proporcionar, porém já no inicio do livro, a narrativa nos leva a entender que ela não se casou por causa do dinheiro, ela se casou por vingança.

O livro faz uma volta no tempo e através de capítulos alternados entre passado e presente, conhecemos Nina, que na verdade é Elizabeth, com 5 anos de idade, vivendo com o pai, um homem honesto e carinhoso aos seus olhos infantis e, em um dia qualquer, a polícia bate na casa deles, leva o pai de Elizabeth preso e ela fica sujeita a lares adotivos. Ela foge de vários destes lares e depois de alguns deles, ela vai morar com um casal, Bobbi e Carl, que tem outro filho adotivo, o Pike. Porém a casa de Bobbi e Carl é o inferno na terra, e Elizabeth e Pike sofrem todo tipo de abuso e violência possível.

A narrativa então se desenvolve em Nina (Elizabeth), e Pike desenvolverem o seu plano de vingança contra Bennet, que de alguma forma tem alguma ligação com a prisão do pai de Elizabeth e, uma peça fundamental para que eles consigam se vingar, é um homem chamado Declan, com quem ela deverá ter um romance.

As primeiras páginas do livro massacraram o meu coração. Toda a argumentação da história me lembrou demais o seriado Revenge e é mais ou menos naquele estilo que Nina e Pike vivem a principio, mas conforme a história se desenvolve, tudo fica mais intenso e sufocante. A violência que eles sofrem na casa adotiva seria péssima se a autora apenas citasse os acontecimentos, porém ela descreve tudo, com detalhes que fizeram meu estômago amargar em náuseas. Todo o ódio que Nina alimentou durante a sua vida inteira é extremamente legítimo. Ela sofreu demais até conseguir fugir da casa de Bobbi e Carl, porém os capítulos que se passam no presente, com Nina se aproximando de Declan, um homem também bem sucedido e rico, se tornaram inconsistentes. O envolvimento de Declan e Nina se dará em cenas e  mais cenas eróticas, com aquela dose de vulgaridade que eu sempre questiono em livros assim. O livro tem uma premissa forte e violenta, mas apesar disso, a autora em vez de estimular nossa curiosidade em descobrir a ligação de Bennet com a prisão do pai de Nina, ela descreve quase todas as relações sexuais dela com Declan, com direito a dominação, sadomasoquismo e muito palavrão.

Quando eu comecei a ler o livro, eu já sabia que se tratava de uma trilogia intitulada Black Lotus, em que a autora ainda não tinha publicado o terceiro volume, já tinha ouvido falar também que o livro terminava naquele estilo cliffhanger, que não tem a sua história amarrada neste volume, mas quando livro realmente terminou, eu fiquei em choque. Sério, o final é em um ponto extremamente importante da história.

Eu gostei da leitura e pretendo ler toda a série, mas tive a impressão que a autora se perdeu no meio da história. O passado de Nina é cruel, triste, frio e sujo e a personagem tem combustível suficiente para desejar a maior vingança do universo, porém, quando ela nos conta sobre a verdadeira culpa de Bennet em todo este trauma, eu dei risada. A argumentação foi muito fraca. Na verdade, eu espero que no segundo livro, isso seja explicado de uma maneira melhor ou que Nina tenha mais respostas para as suas questões, porque se for realmente "só" isso, toda essa vingança contra o Bennet, não faz o menor sentido.

Recomendo o livro para quem gosta de suspense com uma boa pegada de erotismo na trama. A linguagem da autora é interessante e a forma como ela descreve sentimentos e sensações, é muito boa, mas a trama em si, é fraca.

Eu particularmente, esperava muito mais da história, ainda que tenha sido uma leitura proveitosa. O livro é pesado, detalhado, quase dolorido de ser lido e por essas características, vale a leitura. Estou com uma expectativa controlada em relação ao segundo volume mas ainda assim, espero me surpreender


Um pouco sobre a autora: E. K. Blair é uma ex professora que encontrou na escritas a forma de fazer pessoas viverem uma verdadeira monta russa emocional com seus personagens. Além de escrever, E.K. Blair encontra prazer na música, bebendo seu café em paz, e passa o tempo com seus amigos. Ela é se considera uma pensadora, um artista, uma esposa, uma mãe, e tudo mais. No Brasil ainda não temos nenhum dos seus livros publicados.
Comentários
12 Comentários

12 comentários:

  1. Oi, Ivi!
    Nossa! Já anotei esse livro na minha listinha de próximas aquisoções no e-reader.
    Você descrevendo como é esse livro me lembrou muito Falsa Submissão, da Laura Reese e é um dos meus eróticos favoritos.
    Ele é um thriler bem pesado também.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Caramba, eu não sei quais os verdadeiros motivos do pai dela ter sido preso, mas eu vou pesquisar para comprar esse livro agora. Gosto de livros assim que despertam emoções fortes!!!
    Um abraço
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  3. Nossa, eu já ia falar que não me interessaria pelo livro mas lá pelo meio da resenha comecei a gostar dele, eu ainda não o conhecia e fiquei bem curiosa, acho que esse ponto do livro ser pesado e violento me assustou um pouco mas ainda assim mantive o interesse por ele

    ResponderExcluir
  4. Ola Ivi lindona confesso que o fato da autora dar muito destaque as cenas sensuais e deixar o enredo um pouco de lado me desanimou bastante viu, a premissa é bem interessante e tem muito a ser trabalhado, uma pena que a autora se perdeu, e se há tanta raiva e sentimento de vingança. como podem as cenas sensuais ser tão carregadas, sem dar um melhor visão ao leitor. Dessa vez vou deixar passar a dica. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  5. Olá Ivi,
    Adoro um bom livro de suspense - são ótimos para devorar.
    Mas, o fato de conter um erotismo, me deixou bastante chateada e sem vontade de ler o livro :(
    Também o fato de a autora ter se perdido um pouco no meio da trama não ajudou muito. O livro parece que tinha tudo para ser bom, mas não é :(
    Infelizmente, não fiquei com vontade de ler.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  6. Que legal saber que a autora escreve muito bem os sentimentos e as sensações, não é um gênero que sou acostumada a ler, mais adorei a dica e resenha.

    Beijos
    http://apaixonadaporleiturass.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá, Ivi.
    Eu fiquei interessada e não fiquei no livro. Fiquei por que gosto de uma boa história de vingança e por toda a parte da infância deles que nunca li nada parecido em um livro. Mas não gostei da parte erótica ao extremo e também de você ter achado o motivo fraco. Então não sei se leria ele.

    ResponderExcluir
  8. Oiee ^^
    Ainda não conhecia esse livro, mas não gosto muito de histórias onde os personagens vivem por vingança. É uma pena que a autora tenha se perdido no meio da história, espero que o segundo livro consiga superar esse erro. Não gosto muito de suspense, então acho que não é o livro certo para mim *-*
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi,

    Nunca ouvi falar desse livro! Mas nossa, que tenso!!! Não gosto de livros eróticos ou mais apimentados, mas devido à essa trama toda eu me interessei bastante pela obra!!! Fiquei com vontade de saber o porque de tosa essa vingança e tal...

    adorei a resenha

    bjs

    ResponderExcluir
  10. Olá,

    Só pelo fato de você ter comparado a Revenge, já fiquei curiosa. Mas ao mesmo tempo estou pensando se vale mesmo a pena ler um livro assim, leio livros hot, contudo odeio livros que o enfoque maior é no sexo. Quero ler, porém não será uma prioridade agora, esperarei mais um pouco e aí decido se irei investir na leitura.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Ivi-flor,
    Confesso que não leria esse livro. Não o conhecia antes da sua resenha e me interessei pela história, por seu teor violento e porque a autora não poupou detalhes aos leitores. Mas o fato de o comportamento da personagem no presente não ter consistência, o fato de faltar argumentos, me incomodou profundamente. Não pretendo ler.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Apesar de gostar de livros que alternam entre o passado e o presente, não leiria esse livro. Não curto nem um pouco livros com cenas de violência, principalmente se chegarem ao ponto de dar náuseas, como esse, meu estômago é muito fraco. Além disso, não gostei da argumentação ser fraca e não gosto de livros com erotismo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014