15

Extremamente Alto & Incrivelmente Perto (Jonathan Safran Foer)


Oi gente que ama livros, hoje venho com a resenha do 57º livro lido em 2015 e foi EXTREMAMENTE ALTO & INCRIVELMENTE PERTO (Jonathan Safran Foer). Eu desejava ler este livro desde 2012. A premissa me interessou demais e na época eu só ouvia elogios, porém achei caro e esperei baixar o preço. Aconteceu que ele sumiu das lojas e sites de venda, retornando apenas este semestre e desta vez não perdi tempo, acabei comprando.

O livro nos traz o Oskar, um garoto que perde seu pai aos 9 anos. O pai de Oskar estava no World Trade Center na manhã do atentado de 11 de setembro e foi uma das vítimas. Oskar e o pai eram muito próximos e Oskar sofreu a morte dele com intensidade. Dias depois do atentado, Oskar encontra uma chave nas coisas do pai, dentro de um envelope escrito “Black” e decide encontrar a fechadura que aquela chave abre e assim, faz uma lista bem abrangente de todas as pessoas em Nova York que possuem o nome Black e parte para procurar, sem contar para a mãe. Ele quer poupar a mãe de outro sofrimento e também quer ter uma ultima aventura só dele e do pai.


O livro se desenvolve na busca de Oskar pela fechadura e entre uma exploração e outra, histórias de personagens aleatórios são inseridos na narrativa. Todas estas histórias vão fazendo sentido ao longo do livro e foi interessante para mim, descobrir o lugar e a razão para que cada uma destas histórias fizessem parte do conjunto todo.

A narrativa do livro é diferente e por vezes cansativa. Os diálogos não seguem o padrão habitual de outros livros, não apenas porque estão entre aspas, mas porque muitas falas e quase toda a interação entre os personagens estão em um único parágrafo, tornando as conversas frenéticas. Exige um pouco mais de concentração para se entender quem está falando o que, nada que atrapalhe ou dificulte a fluência da história, porque logo que você entende as características do autor, você consegue entrar no ritmo dele.

O livro tem também uma diagramação diferenciada. Fotos ilustram o livro inteiro e fazem uma ponte interessante com o Oskar. Algumas fotografias geram uma primeira impressão grosseira, mas são interessantes e o autor usa alguns recursos para colocar o leitor dentro das páginas da narrativa bem originais. Tem algumas partes que estão grifadas de vermelho, o que me deixou desesperada, mas tudo tem uma razão de ser.


O livro é muito emocionante e melancólico, mas em momento algum é apelativo. Na verdade são os detalhes que me conquistaram e não o drama em si. Oskar é um garoto incomum, ele é muito mais inteligente que qualquer menino da sua idade e muitas vezes seus posicionamentos me assustaram. Os demais personagens que interagem com ele são muito bem construídos, ainda que fiquem por pouco tempo na história, em especial, o avô de Oskar é digno de muita atenção.

A busca de Oskar se encerra de forma inesperada e o mistério da chave foi para mim um pouco decepcionante, mas ainda assim, eu adorei o livro. A história apertou meu coração, me fez chorar e me fez pensar sobre as coisas mais importantes da nossa vida: família, amigos, amor, futuro. Em um enredo original e tocante, o autor te conduz em uma busca em que o lance principal não é o objetivo a alcançar, mas o caminho que você percorrerá até chegar lá e ele deixa isso muito claro através da aventura que Oskar decide ter em busca da fechadura. É um livro que fala sobre o luto de uma criança e sua dor. Sobre suas fases, sobre suas consequências e sobre o quanto é difícil continuar após uma perda tão inesperada e cruel.


Minha expectativa com o livro era altíssima e eu não me desapontei. Um escrita densa, criativa e forte fizeram este livro encontrar um espaço único dentro do meu coração.

Uma adaptação cinematográfica foi feita do livro com o nome Tão Perto e Tão Alto, estrelado pelo querido Tom Hanks e da linda Sandra Bullock e eu estou muito ansiosa para conferir como esta história ficou no formato de filme. O trailer já é bem emocionante, confiram:


Enfim, adorei!!! Super recomendo para quem gosta de histórias que mexem com o seu emocional, molham seus olhos e te fazem questionar sua posição no mundo. Lindo, lindo, lindo!!!


Um pouco sobre o autor: Jonathan Safran Foer nasceu em 21 de Fevereiro de 1977 nos Estados Unidos. Ele graduou-se em Princeton, em 1999, com uma licenciatura em Filosofia e viajou para a Ucrânia para expandir sua tese. Esta tese de Princeton tornou-se um romance. O livro valeu-lhe um National Jewish Book Award e um Guardian First Book Award . Em 2005, ele se aventurou em escrever e dirigir no cinema e seu trabalho foi estrelado por Elijah Wood. Seus livros publicados no Brasil são:
Tudo Está Iluminado
Extremamente Alto & Incrivelmente Perto
Comentários
15 Comentários

15 comentários:

  1. Meu Deus! Eu vi aquilo tudo grifado de vermelho e achei que você havia riscado :O
    Pela premissa, parecer ser mesmo um livro denso. Ainda não havia ouvido falar até ler sua resenha, que é muito boa, btw
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensa na minha "face qdo vi estes grifados.... Fiquei pretérita!!!!! hahahahaha Até porque eu ODEIO vermelho... O livro é incrivelmente BOMMMMMMM
      bj

      Excluir
  2. Olá querida, tudo bem?
    Caraca, eu não conhecia essa obra e achei super bacana, pois quando se trata de coisas relacionadas a esse atentado terrorista eu fico bem curiosos para saber mais um pouco. Também não sabia que tinha um filme e eu vou ver se baixo para assistir com os amigos. Adorei a sua resenha
    Bjks

    ResponderExcluir
  3. Ola tudo bem?

    O livro parece ter um enredo bem tenso. Não o conhecia ainda, gostei bastante, vou dar uma procurada para comprar, e quero ver o filme também. Você sempre indica livros que fico doida para ler ahhahah
    Só mais uma coisa, a primeira coisa que eu i foi as marcações em vermelho,me deu até agonia pensei que foi vc hahaha


    Bjos

    http://rillismo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Não conhecia o livro, mas ele parece ter um enredo muito bom com a busca de Oskar para desvendar o mistério da chave que seu pai deixou. Apesar de imprudente não avisar a mãe, achei muito bonito ele querer ter uma última aventura com o pai. As fotos contidas no livro me parecem um pouco assustadoras kkkk mas acho que mesmo que com medinho das fotos eu leria o livro. Adorei sua resenha e to impressionada com esse sendo seu 57 livro lido em 2015. Espero conseguir chegar lá um dia kkk

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  5. Amiga eu não conhecia a obra e sinceramente tenho que confessar que fiquei bastante curiosa com a estória do livro por conta da tal chave e acho que deve ser um livro que nos prende até o fim, apesar de você ter apontado que o livro por vezes é um pouco cansativo e isso meio que me decepciona, porque normalmente eu sinto muito sono por conta disso, mas eu acho que tentarei conhecer a obra, porque adorei a trama e espero gostar né? Vamos ver!

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/resenha-paixao-de-primavera.html

    ResponderExcluir
  6. Olá Ivi,
    Só de ver a foto com os grifados, já tive um ataque do coração. O livro vem assim mesmo? Meu Deus, não sei se me adaptaria haha
    Gostei muito da premissa do livro, parece ser bem emocionante e acho que eu gostaria. A única coisa que me desaponta é o fato de a leitura ser difícil em alguns momentos :(
    Apesar disso, já anotei a dica.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oiee ^^
    Mesmo sabendo que o livro é um tanto cansativo, e não sendo bem o tipo de história que eu costumo gostar, estou curiosa para lê-lo, principalmente por conta da adaptação (confesso *-*). Parece ser uma história muito bonita, e saber que você não se decepcionou me deixou ainda mais curiosa para ler, espero gostar bastante dele também. Gosto bastante dessa capa ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Olá... Ivi, tudo bem???
    Achei a sua resenha bem tocante.... apesar de não curtir o tipo de leitura, eu fiquei curiosa pelo filme, não tinha conhecimento dele e o trailer já me deixou emocionada.... apesar de não ler essa temática... é algo bem raro... já gosto muito dos filmes... acredito que para esse garoto não deve ter sido fácil... afinal perder o pai de uma maneira tão brusca e violenta, deve ser uma dor horrível... e acompanhar essa evolução do personagem nessa leitura... deve mexer mesmo com a gente... Xero!!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Ivi,
    Eu não conhecia o livro, mas pela sua resenha parece ser um livro muito bom. Mesmo você citando que é um pouco cansativa, mas ele não te decepcionou. Bom saber que a escrita é densa, criativa e forte... amo histórias que mexem com o meu emocional.
    beijinhos
    Conchego das Letras

    ResponderExcluir
  10. Olha, li na semana passada um livro que tinha o mesmo problema que vejo nesse, diálogos entre aspas e dentro de um mesmo parágrafo, isso quase me enlouqueceu e realmente não tenho a menor vontade de repetir a experiência. Fora que eu acho que essas partes marcadas de vermelho iam me matar de agonia, rs, mesmo que exista uma razão para isso. Embora o enredo tenha chamado a minha atenção e eu ame histórias que nos fazem chorar e refletir, vou passar a dica. Mas quero ver o filme!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  11. Eu adoro o título desse livro. Lembro q o vi em algum lugar e o coloquei na minha lista de desejos, mas com o tempo acabei esquecendo. Que bom que você está falando sobre ele. É fantástico quando temos expectativas sobre um livro e quando lemos elas são superadas. Adorei relembrar desse desejo e saber que você o recomenda, vou procurá-lo, mas ele ficará guardadinho pro momento certo.

    ;D
    Profissão: Leitora

    ResponderExcluir
  12. Olá, boa noite, tudo bem?
    A história ao meu ver parece muito atrativa, mas a parte de 11 de setembro... eu não gostei muito, porque eu tenho uma visão sobre esse fato... Mas por outro lado, achei interessante mostrar o lado de uma criança em relação a tudo isso e pelo que percebemos há um mistério que te prende do começo até o final do livro, eu daria sim uma chance para esse livro por causa do mistérios. E antes que eu me esqueça, é impressão minha ou você escreveu no livro?? Como você teve coragem?? Tudo bem que o livro é seu, mas eu fico meio assustada, porque eu não teria coragem kkkk en fim beijos
    Sthe - Blog
    http://leesoncre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você com certeza não leu a resenha porque nela eu explico que isso faz parte da arte gráfica do livro. Que pena...

      Excluir
  13. Quase cai aqui quando vi a página grifada, achei que tinha sido você kkkk Nossa que edição mara que esse livro teve, amei os detalhes que são singulares em sua grande maioria. Eu não conhecia o livro, e apesar de considerar sua opinião e gostar bastante de histórias emocionantes, não me senti atraída. Talvez eu dê uma olhada no filme pra ver se a história me envolveria em algum aspecto.

    Abçs
    Sou bibliófila

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014