6

Consequences (Aleatha Romig)


Vi comentários bem polêmicos sobre o tema e a abordagem deste livro, até pessoas indignadas pelo fato de outras gostarem, o que fez com que eu me interessasse bastante pela leitura até para formar opinião sobre o assunto.

A sinopse já expressa o clima tenso do livro, com a frase: “toda ação tem consequências”. A protagonista é Claire, de 26 anos, formada em meteorologia e que trabalha em um bar. Ela perdeu os pais em um acidente e tem todo o apoio pela irmã Emily e o cunhado John.

O primeiro capítulo já mostra Claire acordando em um quarto desconhecido, no qual ela percebe que está presa e tenta lembrar do que aconteceu na noite anterior: em que foi violentada pelo milionário Anthony Rawlings, que passou de encantador a cruel em uma noite.

Ele justifica a noite como um acordo assinado pelos dois, no qual ele se propõe pagar todas as dívidas dela em troca de que ela siga suas regras: fazer sempre o que é dito e manter as aparências independentemente da situação. Claire é proibida de qualquer meio de comunicação (telefone, internet), assim como também não pode assistir televisão. Qualquer falha é punida com agressão física, como uma forma de fazê-la lembrar de seguir as regras dele.

A forma que a história é contada me prendeu: enquanto Claire se desespera por não conseguir sair e nem saber onde está ou como chegou até ali, há trechos de seu passado como também todas as ações feitas por Anthony para conseguir o objetivo de tê-la a sua disposição, assim como trechos da infância dele com a família.

Com o tempo, Claire desenvolve a síndrome de Estocolmo (simpatia / amor pelo agressor) e sua vida depende do humor de Tony (como ele a permite chamá-lo agora): a personalidade dele é complicada e a relação dos dois ainda mais.

Anthony é o protagonista mais contraditório de todos os livros que li. Em determinadas situações é possível odiá-lo pela agressividade, por várias atitudes absolutamente cruéis e desnecessárias e achar um absurdo a submissão de Claire ao aguentar tudo. No capítulo seguinte, ele tem uma atitude ótima que faz com que você torça para que permaneça assim.

O livro é recheado de descrições de lugares e sensações, que nos levam a valorizar coisas simples (como poder sair, ver pessoas, acessar a internet ou fazer uma simples ligação). São visitados lugares como Havaí, Itália e França, com seus respectivos pontos turísticos, vontade de conhecer tudo!

As citações muito bem escolhidas para cada capítulo antecipam o que acontecerá, mas nada me preparou para os últimos capítulos SURPREENDENTES (com letras maiúsculas mesmo, porque fiquei o tempo todo pensando: “não é possível!!”).  A forma que a autora demonstrou os fatos com todos os detalhes e reações foi muito bem escrita! Gostei do estilo dela, consegue deixar o leitor em conflito com as reações e os acontecimentos até a última página.

É um livro forte, bem polêmico, focado no psicológico dos protagonistas e na capacidade de adaptação do ser humano a situações críticas e a importância de manter as aparências o tempo inteiro. Achei a leitura bem válida, totalmente diferente de tudo o que já li.

Consequences é o primeiro livro de uma série, reconheço que estou ansiosa para descobrir quais os próximos passos de Claire. Há livros sob o ponto de vista de Anthony, só não sei se se vou odiá-lo ou conseguir entendê-lo de alguma forma.
“Parte da felicidade da vida não consiste em batalhas de combate, mas em evitá-las. Uma retirada magistral em si é uma vitória”. – página 308.
“Aprendi que as pessoas esquecem o que você disse, o que você fez, mas nunca esquecerão como você as fez sentir”. – página 353.

Um pouco sobre a autora:  Aleatha Romig é americana. Antes de se tornar uma autora de sucesso trabalhava como higienista dentária, porém agora vive em tempo integral dos heróis e anti-heróis que ela cria. No Brasil, ainda não temos nenhum de seus livros publicados.
Comentários
6 Comentários

6 comentários:

  1. Eu li esse livro pelo mesmo motivo que vc, vi tanta polemica que despertou curiosidade, fiquei revoltada em vários momentos, e em muitas vezes gostei do Anthony, o que me causou ainda mais revolta, dessa vez dirigida a mim mesma, como eu podia gostar de um monstro como ele? Não sei explicar meus sentimentos em relação ao livro, mas apesar de tudo gostei da leitura e o final foi surpreendente.
    Gostei da resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vanessa,
      Realmente, esse livro desperta esse tipo de reação mesmo, muito louco!
      Você leu o segundo livro? É mais complicado ainda. rs
      Curiosa pelo terceiro! :)
      Beijos

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Acabei de ler o primeiro livro e estou chocada,final surpreendente, agora vamos para o segundo é que Deus me ajude kkkk

      Excluir
  2. No inicio pare varias vezes sem acreditar. Meus Deus quanta maldade. Eu queria matar, torturar, que ódio. Mas a autora é muito boa, os momentos fofos dele me fazia amá - lo. gente eu torcia para ele ser gentil, para ele ser bom. E nessas horas também tinha raiva dela e de mim. Nunca vi uma história assim. esse final foi de matar o coração. Eu me senti traída, enganada,Mas como? Não acredito. Ainda bem que continuei a leitura. A série é muito boa. A autora criou uma historia chocante, com suspense, amor e perdão. Não acredito que na vida real eu perdoaria ele, mas ela tornou tudo crivel e tolerável.

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014