7

ENCONTRADA - A ESPERA DO FELIZES PARA SEMPRE (Carina Rissi)

Depois de ser praticamente obrigada a ler “Perdida”, o primeiro livro da série, que novamente confesso que não leria por vontade própria devido a capa parecer se tratar de um livro de romance adolescente, e ter me rendido e me apaixonado pela história antes mesmo de terminar o primeiro capítulo, nada estranho o fato de logo que terminei o livro já estava contando os dias para ser lançada a sua continuação. Eis que, finalmente, esse ano podemos saber o que aconteceu com Sofia e Ian logo que ela resolve largar o século XX e ir atrás do seu felizes para sempre, com Ian, no século XIX. Carina Rissi, em agosto, nos brinda com ENCONTRADA - A ESPERA DO FELIZES PARA SEMPRE (Carina Rissi), e novamente voltamos ao passado com Sofia.

OBSERVAÇÃO: Essa resenha contém SPOILER de PERDIDA.
Antes de começar a ler coloque no play a música Won’t stop, do One Republic. Essa é a trilha sonora de “Sofian”, segundo a própria autora, fã confessa da banda.

Assim como em PERDIDA, acompanhamos o esforço de Sofia em se adequar ao século passado, mas dessa vez ela está mais decidida, não quer retornar a sua vida anterior no século XX depois de voltar e não conseguir viver sem Ian Clarke, o mocinho educado e extremamente lindo que conheceu no século XIX. Ela retorna ao passado decidida e viver com seu grande amor. E esse livro começa com os preparativos para o casamento dos pombinhos.

Agora, além de Sofia continuar aprendendo sobre os costumes de 200 anos atrás, em questão de vestimenta e etiqueta, ela tem que aprender a ser uma administradora do lar. Não de um apartamento minúsculo como o que ela vivia no século XX, e que mesmo sendo pequeno vivia desarrumado. Ela agora precisa aprender a administrar uma mansão, a casa do seu futuro esposo. Além dela não saber como as coisas eram, ela ainda tenta tomar decisões baseadas na sua experiência de 200 anos à frente. Nada estranho que as pessoas a sua volta achassem seu comportamento fora de padrão, para a época, e algumas até temessem que Ian poderia ser prejudicado, assim como sua irmã, Elisa, de apenas 15 anos, poderia ser “mau influenciada” vivendo tão próximo de Sofia. Mas tanto Ian, como Elisa, estão encantados com Sofia, e sem dar ouvidos para ninguém, eles se casam.

Pronto! E vivem felizes para sempre!

Não...as coisas não serão assim tão fáceis.

No dia do casamento chega a vida dos noivos uma tia de Ian que vive um pouco distante, no litoral. Tia Cassandra, como ela mesma diz, chega tarde para impedir que seu sobrinho cometa o maior erro de sua vida ao se casar com uma mulher “sem berço”, que ninguém sabe de onde veio, e em poucas horas que fica na festa, já fica horrorizada com os modos da senhora Clarke. A tia mora longe, não vai voltar para casa nos próximos dias, e assim já imaginamos que Sofia irá viver uns dias de sufoco, aturando a tia megera.

Como se isso fosse pouco, Ian começa a ter comportamentos estranhos, com jeito de estar ocultando algo muito importante e Sofia acredita que seu esposo está com problemas financeiros...e decide ajudá-lo. Um escândalo para a época uma mulher se preocupar com isso, e pior ainda, querer ajudar financeiramente seu marido. E Sofia acaba, sem querer, descobrindo um jeito de ganhar dinheiro com um negócio próprio: fabricar e vender um condicionador feito com frutas. Na época ninguém conhecia isso e muitas mulheres sofriam para domar seus longos cabelos rebeldes.

Ian é um homem a frente de sua época. Aceita Sofia com todas as suas “modernizes”, mas será que ele vai aceitar facilmente, uma mulher tão independente?

Nesse segundo livro, Carina Rissi consegue mais uma vez que nos apeguemos a história. Faz com que acompanhemos Sofia em suas dúvidas, medos, inseguranças como se estivéssemos vivenciando, como se fossemos a personagem. Os mesmos sentimentos são colocados em nossa mente e sofremos e nos divertimos com Sofia em cada página do agradável livro.

Mais personagens são envolvidos na história. Personagens carismáticos como os protagonistas e a vilã, tia Catarina, tem um quê de madrasta da Disney, que não deixa de ser interessante.

Não sei se pelo fato de já conhecer a história, mas dessa vez já achei o desenrolar um pouco previsível, mas o final é surpreendente e quando terminei de ler as últimas palavras escritas já comecei a sentir saudades e uma curiosidade imensa por saber mais. Preciso de um pouco mais de Sofia e Ian, e sinto que Elisa, irmã mais nova de Ian, merece um livro só para ela, ou talvez um pouco mais de destaque em um próximo livro da série.

E como diria Sofia: valeu, Carina pelo livro!

Se você ainda não leu PERDIDA, não perca tempo e entre nessa viagem, e logo depois já emende com ENCONTRADA, porque com certeza você vai se deliciar com a escrita leve e divertida da autora.
“Escolher Ian foi simples, natural como respirar. Não dava para viver com o coração batendo fora do peito e morando em outro século. Não havia ninguém que me conhecesse tão bem quanto ele. Nem mesmo Nina, minha melhor amiga, que tive de deixar para trás. Por isso era tão ridículo ficar tão aflita por conta de uma simples cerimônia.” (Página 10)

“- Duvido que qualquer cavalheiro que eu conheço tenha a sorte de se casar com alguém que dá novo sentido à palavra ‘monotonia’. E é preciso muito mais que uma simples guerra de rolhas para que eu desista de você, senhorita. – E me envolveu com seus braços fortes antes que eu pudesse piscar. – Na verdade, posso lhe garantir que nada me faria desistir. Seja nesse século ou em qualquer outro.” (Página 91)

Um pouco sobre a autora: Carina é uma leitora voraz, sempre lê a última página do livro antes de compráa-lo e tem um fascínio inexplicável pelo tema “amores impossíveis”. Tem nas obras de Jane Austen uma fonte de inspiração. Ela nasceu em Ariranha, interior de São Paulo, onde mora atualmente com o marido e uma filha. Os livros da autora publicados no Brasil são:
ENCONTRADA A Espera Do Felizes Para Sempre

Comentários
7 Comentários

7 comentários:

  1. Nossa!!!

    Estou louca pra ler este livro.
    Li o Perdida, e me apaixonei perdidamente ^.^
    Parabéns pela resenha.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário!
      É bem gostoso de ser ler como Perdida. E se prepare pq ele termina e vc vai estar louca para ler a continuação. Tomara que tenha e que seja lançada logo!
      Bjs

      Excluir
  2. Estou muito feliz, pois acabei de ler Perdida, que eu não tinha e nem li ainda. Agora as próximas metas são, ler Perdida e comprar este livro.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Este livro e perfeiiito quero muuuito ler ele
    tem varios elogios em relação a historia por isso
    me chamou tanta atenção

    ResponderExcluir
  4. Não posso dizer muito sobre o livro pois ainda não li Perdida, mas aparentemente é uma ótima leitura. Gostei da capa também me chamou bastante a atenção, mas o mais interessante é o fato de que a história do livro é meio que retratada em outra época. Não li muito bem para não pegar spoiler, mas estou ainda mais ansiosa para iniciar a leitura.

    ResponderExcluir
  5. Comprei os dois livros mas ainda não li, esta na fila, acho que vou gostar, só tenho lido boas coisas sobre os dois livros.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Assim que vi a capa de "proibida" jurava de pés juntos que era sobre adolescência. Ainda bem que a sinopse do livro me mostrou o contrário. Ainda não li o livro 1 e nem o 2 mas já está na minha lista. Mas achei meio estranho uma garota abandonar uma vida por um homem. Como assim? Deixar tudo para viver para um marido e casa? Apesar de tudo, deve ser muito interessante ver o choque de pensamentos de pessoas do século XIX com o de Sophia que 'pertence' ao século XX. Acho que deve ser até engraçado o comportamento das pessoas dos século XX de frente com costumes, jeitos e ideias de 200 anos a sua frente, com certeza o borborinho e caras feias deve ser grande.

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014