7

O COMEÇO DE TUDO (Robyn Schneider)


"Oscar Wilde disse certa vez que viver é a coisa mais rara do mundo, porque a maioria das pessoas apenas existe e isso é tudo". Quando li essa frase no livro "O Começo de Tudo", me inspirei em lê-lo, algo bom deveria sair dele, e creio que não me decepcionei.

O livro nos conta a história de Ezra Faulker, um rapaz normal que acredita que cada um de nós possui uma tragédia pessoal para ser vivida, e a dele começa quando ele vê sua namorada com outro cara, e numa questão de segundos encontra a sua tragedia pessoal, Ezra em sua pequena definição encontra sua tragédia numa batida de carro do qual o deixa com problemas na perna o impedindo de voltar a ser o exímio jogador de tênis que era, assim como também o rei do baile, e sua grande popularidade. Apesar de tudo isso, Ezra tem que seguir em frente, ele tem apenas 17 anos e muita coisa para viver ainda e se sua tragédia pessoal já aconteceu o que mais poderia acontecer?!? 

Então ele muda totalmente o rumo da sua vida, volta sua amizade de infância com Toby, o que o faz pensar porque um dia o deixou de lado e conhece Cassidy Thorpe, uma garota fora dos padrões, linda e extremamente misteriosa, o que faz com que Ezra reconheça em si valores antes não esclarecidos. O que faz a trama valer totalmente a pena, pelos detalhes nela explícitos em sentimentos que vão crescendo, já que a narrativa é em primeira pessoa e totalmente na visão de Ezra, que faz de sua tragédia pessoal, algo para ser novamente feliz somente por ser quem é, e não o que os outros o querem e nos faz analisar que muitas vezes damos créditos a pessoas erradas.

A autora é totalmente feliz na narração e na história contada, parece de Ezra e seu amigo que não vê a algum tempo e que ele está contando o pedaço da sua vida em que você esteve fora, não só porque Ezra é apaixonante, mas porque você realmente quer saber tudo que aconteceu com ele. 

Seus personagens são tão vivos e tão presentes que você não sente a falta deles em nenhum momento, exemplo clássico de não deixar ninguém de fora quando se conta um história, a imaginação flui de maneira despretensiosa... faz você amar Cassidy Thorpe...e faz você querer ter um melhor amigo como Toby realmente um livro com altos e baixos como uma montanha russa da vida Ezra que o faz refletir sobre nossas tragédias pessoais.

O livro cita um milhão de referências: O Grande Gatsby, Bob Dylan, Dr. Who, Bansky e Harry Potter.

Super recomendo a leitura para quem gosta de se surpreender com um final coerente e não gosta de finais clichês, e para quem apenas existe, depois de ler esse livro você também aprenderá a viver e a se dar todo o mérito daquilo que você realmente é.


"Eu pensei sobre o metal em meu joelho, substituindo esse pedaço de mim que estava em falta, que não funcionava mais. E não o meu coração, eu continuei dizendo a mim mesmo. Não era o meu coração." 
"— Isso — disse ela, convencida, pois a minha expressão devia ter mudado. — Percebe? Você está entendendo agora, mas eu descobri há muito tempo que, quanto mais inteligente se é, mais tentado se fica a deixar as pessoas imaginarem você. Nós entramos um na vida do outro como fantasmas, deixando pra trás lembranças assombradas de pessoas que nunca existiram. O atleta popular. A nova garota misteriosa. Mas somos nós que escolhemos, no final, como as pessoas nos veem."
"Mas eu não fiz nada disso — Cassydi insistiu — Ezra, essa garota que você está perseguindo não existe. Eu não sou uma aventura boemia que leva você a caça ao tesouro e lhe envia mensagens secretas. Sou esta confusão, triste, sozinha, que estuda muito e afasta as pessoas e se esconde numa casa assombrada. E você ainda continua querendo me dar créditos porque você finalmente decidiu que não se sentia contente espremido no corredor estreito das expectativas de todo mundo."

Sobre a Autora: Robyn é escritora, atriz e personalidade online que gasta mal sua juventude em uma cidade coincidentemente similar a Eastwood. É graduada pela universidade da Columbia, onde estudou escrita criativa, e na universidade da Pensilvânia, onde estudou ética médica. Ela é também escritora de livros infantojuvenil sobre o nome de Violet Haberdasher. Vive em Los Angeles, California, mas também na internet. Você pode acompanhá-la pelo seu vlog, youtube, twitter, tumblr, facebook, instagram, etc. O Começo de Tudo e seu unico livro publicado no Brasil com o nome de Robyn Schneider.

   

Comentários
7 Comentários

7 comentários:

  1. uow!!Que livro hein? Eu gosto muito de livros onde a narração é na versão do homem/menino - tanto faz- as vezes é bom ver o que se passa na cabeça de outro personagem, ver o que esta acontecendo e tal.
    Realmente é uma tragédia o que acontece com ele..o que requer uma mudança drástica..

    Ainda não conhecia, pretendo procurar.

    ResponderExcluir
  2. Então,estes livros onde há tragédias que muda totalmente a vida da pessoa, mostra também quem realmente vai estar do seu lado depois de tudo o que aconteceu.
    Como você disse que ele volta a conversar com seu amigo de infância, mostrando então que essas "amizades" que ele tinha antes, quando era um garoto popular se desfizeram. Tudo por causa do acidente.

    Gosto deste livros onde mostram que pessoa tem que passar e superar, pois como você disse ele só tem 17 anos, e vai ter que aprender a conviver para continuar...

    bjos

    ResponderExcluir
  3. Gosto de livros que te fazem refletir e tirar algo que faça somar a vida,
    esse parece ser um deles!
    Com a idade que tem q já viver coisas fortes assim, não é facil!

    Beijinhos
    Sou eu... Pri!

    ResponderExcluir
  4. Adoro livros com essa temática...
    Foge um pouco do padrão que sempre leio... Achei a história boa, parece ser construtiva com certeza significativa que apos um acidente a vida da pessoa mude, uma reviravolta fazendo ela repensar em tdo o que ela ja tinha planejado.

    Otima resenha
    :)

    ResponderExcluir
  5. Primeiro gostaria de comentar os quotes *00* principalmente o que a Cassydi esta falando, gosto muito de ler livros onde é o menino/homem que narra o livro, as vezes fico CANSADA de ficar lendo os pensamentos confusos da mulher (apesar de eu ser uma kkkkk)....

    Gostei da resenha, ainda não li nada do tipo, ja li muitos livros onde o acidente e a deficiência vem no fim do livro, mas nada onde eles explicam como fica a história depois.
    Deve ser realmente dificil, mudar toda a sua vida assim.

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olhei para a capa e achei bonita, porém nunca ia imaginar que a estória seria essa.
    É realmente a famosa frase: Há males que vêm para o bem!
    E realmente, só quando passamos por coisas ruins conseguimos dar valor as coisas simples, porém boas e necessárias.
    Narrativa em primeira pessoa, melhor ainda. Gosto de livros que nos prendem, e nós fazem pensar.
    Gostei bastante dos quotes e me surpreendi, eu que nem tinha pensado em ler esse livro agora estou querendo muito.

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Parece ser um livro cheio de questionamentos.
    Gosto de livros que nos fazem pensar e que nos traga alguma mensagem.
    Gostei muito dessa história e pretendo ler.

    ResponderExcluir

 
♥ Meu Amor Pelos Livros ♥ - Todos os direitos reservados © 2014